OPINIÃO: O valor da Anteprojectos

Luís Candeias

LUÍS CANDEIAS
ARQUITECTO

28 anos correspondem a uma longa carreira de publicações. Um percurso extenso onde encaixam muitos conteúdos que refletem a atividade da construção e, em particular, dos autores dos inúmeros projetos publicados.

Acompanhando o percurso da Anteprojectos podem também acompanhar-se as diversas linguagens da arquitectura, saída das mãos dos seus autores e colaboradores.

O enorme valor desta publicação tem sido, sem dúvida, uma certa democratização da exposição dos trabalhos de inúmeros autores que, de outra forma, não teriam possibilidade de dar a conhecer a sua produção e o percurso dos seus gabinetes, nos mais variados tipos de encomenda e dos diferentes tipos de resposta.

A arquitectura tem atravessado momentos de grande dificuldade e momentos de elevada produção que, num olhar atento, também se encontram refletidos na revista, o que representa um enorme contributo para a leitura e possível estudo desta atividade que, julgo poder dizer, todos sem exceção, desenvolvem com o maior profissionalismo e dedicação.

Da minha parte, já não consigo dizer ao certo há quantos anos a Anteprojectos me dá a grata possibilidade de publicar alguns dos meus trabalhos que contribuem também para a formação do meu próprio portfólio. Cada projecto publicado e cada revista que chega, contribuem para a minha autoestima e para a dos meus colaboradores que me têm acompanhado neste percurso.

Para além da publicação propriamente dita, a relação com a equipa da revista tornou-se de amizade, estabelecendo-se para mim, desde há muito, uma “obrigação” de enviar trabalho para publicação para que, em todos os números, haja o necessário contributo da nossa parte para a continuidade de um projecto de tão grande valor.

Os convívios criados em torno do lançamento dos Anuários ou nas comemorações dos aniversários, são fortes motivos para que se estabeleçam boas relações entre todos os participantes e patrocinadores, momentos que sempre ficam nas memórias de todos.

É meritório o trabalho de compilação dos anuários, que ficam como registo de inúmeros arquitectos e engenheiros que são representativos do trabalho que se desenvolve em Portugal, bem como os diversos artigos e informação técnica de grande relevo para quem nesta área trabalha diariamente.

Julgo que a continuidade da Anteprojectos é de uma enorme importância para o mercado da construção, para todos nós autores de projecto e para as empresas de materiais e produtos para a construção.

Nunca será de mais deixar o meu obrigado a esta colaboração e o meu desejo de que estes 28 anos
se prolonguem por longos anos.

 

 

Comentários:

Deixe uma resposta

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.