Casa Donavan

ONLINE 2

Sol, pinhal, pescadores e o arrozal: o desenho da casa nasceu assim.
Um conjunto de cabanas dispostas no terreno em função da paisagem e da exposição solar.
Uma interpretação contemporânea de cabanas de pescadores típicas do Alentejo.
Por entre os pinheiros existentes aparecem estas estruturas de madeira, com quartos iluminados pela manhã, e salas ao entardecer.
Uma piscina voltada para o arrozal, exposta ao sol o dia inteiro e uma fogueira virada ao pôr-do-sol.

ONLINE 3ONLINE 1

Com uma preocupação ambiental, o projeto respeita o pinhal existente, ocupando os vazios entre as árvores e utilizando materiais de construção naturais.
Exteriores em madeira natural e interiores em madeira e cimento. A verdade dos materiais.
A solução proposta articula-se em 5 volumes ligados por percursos pedonais que ligam uma zona de dia e uma zona de noite.
A zona de dia é composta por um módulo principal de serviços que inclui a sala de estar e a zona de cozinha e refeições.

ONLINE 405.01
Esta zona é apoiada por 2 pequenos módulos simétricos: um ginásio virado a poente e uma garagem aberta, à entrada da propriedade, a nascente.
A zona de noite é composta por um módulo de suite principal e uma suite de visitas e por um outro módulo de quartos, com pequenas zonas de arrumação e casa de banho de apoio à piscina.

 

FICHA TÉCNICA
Arquitectura: PIMAA
Gonçalo Pires Marques
Bernardo Falcão de Azevedo

Designação: Casa Donavan
Função: Habitação
Localização: Comporta, Grândola – Setúbal
Data início da obra: Maio de 2022

 

PIMAAPIMAA_logo_Procreate copiarPIMAA é fundada em 2007 por José Pires Marques e Gonçalo Pires Marques, unindo duas gerações e duas jornadas diferentes.
Com trabalhos reconhecidos em prémios como o Valmor, o Municipal de Arquitectura de Lisboa ou o SIL de Reabilitação Urbana, desenvolve projectos em diferentes escalas, de Restaurantes a Masterplans, de Reabilitação Urbana a Casas de Praia, abrangendo as áreas do Design, Arquitectura e Urbanismo, Gestão de Projectos e Consultoria.
Com o objectivo de se mover entre fronteiras e escalas, adaptando-se aos diferentes contextos culturais e sociais inerentes a cada sítio.
Encarando cada programa com o desígnio de desenvolver, inovar e nunca repetir.
Sempre na procura do “novo”.

 

GABINETE:

PIMAA

Comentários:

Deixe uma resposta

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.