Entrevista: DIGITALIZAÇÃO E EFICIÊNCIA HÍDRICA SÃO A TENDÊNCIA DE MERCADO

ARO

António Ricardo Oliveira
Administrador da OLI – Sistemas Sanitários S.A.

 

Autor da entrevista | Anteprojectos

 

Que avaliação pode ser feita sobre o momento atual que atravessa estas áreas de Cozinhas e Casas de Banho?
A OLI tem mais propriedade para analisar o espaço da casa de banho devido às soluções que fabrica e comercializa.
Nesse âmbito, é notória a nível nacional e internacional a procura crescente por soluções integradas de design e valor acrescentado. As casas de banho, no cômputo geral dos projetos de construção, destacam-se cada vez mais como um espaço onde é clara a procura pelo design e conforto, mas também pela eficiência energética e hídrica.
Nesse sentido, caminhamos para espaços de banho cada vez mais eficientes e esteticamente sofisticados.
Desde o início da pandemia, a procura por produtos de origem europeia acentuou-se dada a instabilidade nas cadeias de abastecimento e isso tem favorecido a nossa dinâmica comercial. A exigência crescente do consumidor final e dos agentes de distribuição tem orientado a nossa equipa para o reforço dos serviços de assistência técnica e pós-venda, contribuindo para o reforço dos níveis de satisfação global.

Que tendências de mercado é possível identificar, de acordo com a vossa experiência mais recente, relacionada com estes dois espaços?
As tendências têm na linha da frente o foco no design integrado entre os diferentes elementos que compõem a casa de banho, a preocupação pela eficiência hídrica com vista a assegurar a maior sustentabilidade possível no consumo de água, e um foco na economia de espaço sem diminuição do conforto. A estes três elementos podemos juntar também uma tendência para a integração de soluções de digitalização através da disponibilização de tecnologias nos equipamentos da casa de banho.

Ao nível de produto, em que novidades estão a trabalhar neste momento e que características diferenciadoras apresentam face ao que existe no mercado?
Pretendemos continuar a desenvolver produtos inovadores e sustentáveis, em que a digitalização e a conectividade vão melhorar a monitorização e controlo remoto dos equipamentos. O ano de 2022 trará novidades a esse nível por parte da OLI.

 

Comentários:

Deixe uma resposta

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.