OPINIÃO: Como se comporta o betão polímero perante a carbonatação?

d654a84e-b0c8-4292-8994-b6076acbfa97

Marketig ULMA Architectural Solutions

Muitas são as pessoas que nos perguntam sobre o comportamento de nosso material, o betão polímero, ante problemáticas como pode ser a carbonatação, que geram problemas de desprendimientos em edifícios.

Como se comporta o betão polímero perante a carbonatação?
• O betão polímero não apresenta o característico desvio de carbonatação, no qual as armações interiores oxidam-se e fazem romper o betão, primeiro porque é um betão não poroso e segundo porque nunca é armado interiormente por não necessitar, devido à sua dureza e resistência.

Como a poluição afeta o betão polímero?
• O betão polímero oferece uma resistência muito elevada aos produtos químicos e aos diferentes agentes  externos e, portanto, as suas propriedades físicas não são afetadas pela poluição.

As fortes geadas podem partir o betão polímero?
• Não. O betão polímero é um betão não poroso e, por isso, não permite a entrada de água que possa  expandir-se ao congelar e chegar a romper ou partir o betão.
• Levamos mais de 25 anos trabalhando e pesquisando com nosso material, pelo que o vamos melhorando dia a dia.

 

 

Comentários:

Deixe uma resposta

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.