O crescimento do Turismo e a Sustentabilidade Urbana, de que forma a Pandemia afetou e irá afetar o sector “O que mudará

André Caiado

O Turismo voltará após a pandemia terminar e ainda durante o desenvolvimento da mesma para quem, 1 já foi vacinado ou 2 já teve o Covid19. Voltará ainda mais forte e com maior número de visitantes.

O Turismo tem sido um dos factores de apoio á sustentabilidade urbana, tendo permitido reabilitar o património classificado e edificado no nosso país. Veja-se, as Pousadas de Portugal, A livraria Lelo, o Palácio da Pena, os Parques de Sintra, as centenas de hoteis em edifícios protegidos etc. Manter recuperar e reabilitar é um desígnio de um país com 900 anos de história. O turismo é um dos maiores criadores de riqueza que provoça o desenvolvimento destas actividades.

Assim o crescimento do turismo é um apoio á sustentabilidade urbana, e não uma ameaça, a cidade mais visitada o mundo, Paris, é considerada por todos como fantástica, o turismo não a destruiu, ajudou a consolida-la.

A pandemia, trouxe o medo, com o medo ficamos em casa ( e bem ) a tentar proteger-nos de um inimigo invisível. Com o desaparecimento desse inimigo, e o medo, vamos querer viver e desfrutar, tudo voltará a ser como dantes… Já nos tinha-mos esquecido de como lavar as mãos, sim os nossos avós lavavam as mãos sempre antes de comer, para não morrerem infectados, depois vieram os antibiótico e desaprendemos. Agora aprendemos outra vez… a lavar as mãos.

Redescobrirmos o turismo interno nas zonas menos densas e espero que esta tendência não se perca porque permite reabilitar património muito valioso que estava perdido por não encontrar os meios económicos que o pudessem suportar.

Quando a pandemia acabar vamos começar a esquecer. Ao principio vamos querer estar mais longe uns dos outros, mas com o passar do tempo. O Homem é um animal gregário que gosta de viver em sociedade. Os estádios da bola voltaram a encher e os concertos vão agregar milhares de pessoas em espaços confinados. Dançar sozinho numa pista de dança, não trás o mesmo prazer que se esta estiver cheia de gente. Para alguns mesmo apinhada, mas vazia é que não.

Assim vamos ter um crescimento brutal do turismo no fim da pandemia e depois tudo se vai regularizar.

Eu por mim mal tiver recuperado do covid19 ou estiver vacinado, vou de férias para PARIS.

 

Gabinete:

CONTACTO ATLÂNTICO – ARQUITECTURA, LDA

Www.contactoatlantico.com

 

Comentários:

Deixe uma resposta

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.