Impacto no sector da iluminação no Futuro pós-covid

CARLOS MANTEIGASCARLOS MANTEIGAS
ADMINISTRADOR, LTX ILUMINAÇÃO TÉCNICA S.A.

Novos desafios que se tornam em novas oportunidades são hoje uma realidade mais presente, onde se anseia o fim da pandemia e o regresso à normalidade do nosso dia-a-dia.
A economia mundial ficou inequivocamente abalada, deparando-se com uma nova e até então desconhecida realidade. Um verdadeiro teste à união entre estados e capacidade de superação enquanto Humanidade.
Assistimos a um reforço nas decisões governamentais com auxílio financeiro às empresas, aos profissionais e às próprias famílias, numa tentativa de se poder conter a (quase inevitável) entrada numa recessão económica, que contribuirá para um desacelerar quer da iniciativa privada, quer pública, nomeadamente direcionada ao sector da construção. Fator este que também se amplifica pela dependência europeia dos produtos asiáticos, que agora se vê restringido com todo o tipo de constrangimentos a que esta pandemia nos veio expor.
Invariavelmente, por conta desta crise, a actividade do Projecto nas áreas de Arquitectura e Engenharia é igualmente afetada, confrontando-se com a redução do investimento em novas infraestruturas, nomeadamente na área do Comércio e Serviços, mas também na Industria, trazendo consequentemente um impacto no nosso sector da Iluminação.
O aumento da relevância na escolha das melhores e mais eficientes soluções de iluminação no desenvolvimento de um projecto tornou-se um factor de primordial importância e assim continuará certamente nos próximos anos. É fundamental garantir uma iluminação de excelência em qualquer espaço, seja ele comercial, de serviços, industrial, escolar, saúde, desportivo ou de Iluminação pública. Cada vez
mais os investidores compreendem que mais de 95% dos custos associados a um sistema de iluminação decorrem da sua exploração durante o seu ciclo de vida útil e apenas 5% correspondem em média a investimento inicial realizado na sua instalação. Na LTX Iluminação Técnica, pela dedicação e trabalho diário realizado pela nossa equipa, através dos nossos serviços e marcas de elevada qualidade que representamos em exclusividade, conseguimos não só ser competitivos no investimento inicial, mas extremamente eficazes no que respeita aos custos de exploração durante o ciclo de vida útil de qualquer sistema de iluminação por nós fornecido.
Contudo, nesta fase de grande retenção económica, onde os constrangimentos orçamentais já saltam à vista, prevemos mudanças no mercado com uma redução em novas encomendas, reajustes de orçamentos, adiamento de algumas obras não prioritárias, tudo consequências naturais, principalmente neste sector de iluminação, sendo por tradição uma das últimas áreas a tratar, quer na fase de projecto, quer na fase de obra.
Se há algo que podemos retirar desta crise, é que a ditadura de preços baixos, negligenciando a qualidade dos produtos em favor de uma maximização de lucros no processo comercial, levou a que a Europa se tornasse muito dependente de fornecimento de produtos do outro lado do Mundo. Não centralizando a discussão em torno da qualidade dos produtos, ou dos custos de exploração associados ao seu ciclo de vida, seria bom que todos parássemos um pouco para pensar, se os benefícios do imediato justificam o hipotecar do futuro das industrias Europeias, alimentar a dependência da nossa Economia de fornecedores tão distantes que cada vez mais monopolizam a fabricação mundial de alguns componentes vitais por exemplo para a Industria de Iluminação.
Mas pensando positivo, a boa notícia é que, como experienciado no passado, o mundo não vai parar, a pandemia vai passar e os mercados vão se readaptar. Resta-nos mantermo-nos ativos, resilientes, atentos às mudanças e, claramente, repensar novos modelos de negócio.
Já passámos por outros momentos de extrema adversidade, como na crise de 2008, mas uma sólida presença no mercado, com fortes parcerias de confiança estabelecidas com diversos agentes do Mercado de Iluminação por parte quer da LTX, mas também da Trilux e da AEC, permite-nos antecipar a tomada de algumas decisões preventivas.
Os 112 anos de existência da Trilux, já lhe permitiram assistir entre outras coisas a dois conflitos mundiais e á pandemia da Gripe Espanhola, que na altura trouxeram consequências igualmente nefastas para a Economia Europeia e Mundial, a exemplo daquilo que acontece atualmente. Essa experiência acumulada permite-nos preparar o futuro a curto e médio prazo, pois o Mundo não irá parar certamente.
Atualmente, com as novas tecnologias a ganharem terreno, as equipas mantêm-se funcionais em teletrabalho, as reuniões pessoais passam a virtuais, a gestão logística e operacional vai-se fazendo integrada em novas plataformas online, e dentro das diversas contingências mantemos a máquina a funcionar.
O futuro pós-Covid? Ainda incerto, por certo…mas também com grandes probabilidades de trazer uma aceleração da procura e de novos investimentos. Um factor natural das sociedades consumistas decorrentes de um período pós crise.
Continuaremos a trabalhar em novas soluções e sistemas de gestão cada vez mais eficientes, pois esta crise também se apresenta como um momento de viragem na forma de vermos, estarmos e sentirmos o mundo. Os princípios da Sustentabilidade, Eficiência Energética e respeito pelo Meio Ambiente assumem valor acrescentado.
Assim, o mais importante é resistir e não desistir.
É hora de arregaçarmos as mangas e actuarmos de forma ainda mais activa junto dos nossos parceiros e clientes, respondendo às suas necessidades, garantindo que a normalidade se vai restabelecendo gradualmente.
E que as novas adaptações a que nos vamos habituando sejam uma verdadeira aprendizagem para um futuro mais próspero!

Mais informações:

LTX ILUMINAÇÃO TÉCNICA S.A.

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.