Building Information Modeling

Nos nossos dias, é raro um tema na indústria da construção chamar tanto a atenção como Building Information Modeling (BIM). Fala-se, neste contexto, de modelos de construção de edifícios, modelos de construção digitais ou de planeamento digital e construção. Já é de conhecimento geral que a BIM atu-almente é bastante valorizada, esta vai continuar a ser utilizada no futuro e cada vez mais. Ao mesmo tempo, muitos projetistas receiam ficar dependen-tes de um método de planeamento sobre o qual ainda não existe uma visão detalhada das áreas de aplicação e das suas potencialidades. Mas esta im-pressão não é correta: todos beneficiam da aplicação de BIM.

Para que serve e o que significa BIM?
Building Information Modeling (BIM) significa uma nova abordagem na me-todologia de planeamento, e não, como frequentemente se defende, um software, licença ou certificado. BIM significa um sistema para simulação e otimização de processos de planeamento e de construção, baseado em mo-delos digitais abrangentes. Em relação aos métodos de planeamento con-vencionais, a BIM oferece vantagens significativas para o processo de gestão de edifícios ao longo do seu ciclo de vida, visto que permite o acesso em qualquer altura a informações detalhadas sobre todos os componentes es-truturais.

O que significa isto na prática?
Os projetistas devem preparar-se para o próximo passo no processo evolu-tivo do planeamento de edifícios e sistemas. Com a BIM, o planeamento no futuro vai basear-se no detalhe, na transparência e, em grande medida, no trabalho colaborativo. A projeção de modelos de edifícios digitais pressupõe uma estrutura de TI funcional, que seja acessível a todos os envolvidos no planeamento. Todos os dados, desenhos, modelos e documentos são arma-zenados e geridos de modo central. As alterações ficam no imediato visíveis para todos.

A grande vantagem da BIM reside na disponibilidade do mesmo nível de in-formação a todos os participante no projeto. Em caso de alterações, estas surtirão efeito imediato em todo o projeto. Se, por exemplo, uma porta for alterada na base de dados de objetos, então a porta será igualmente alterada em todos os esquemas e documentos de planeamento em que se encontre em utilização. Isto permite a redução dramática de erros ocorridos logo no processo de planeamento, naturalmente, dos custos associados à sua corre-ção durante a fase de instalação e um aumento da fiabilidade do planea-mento.
Geralmente, os projetistas envolvidos usam no processo bases de dados abrangentes, compostas por diferentes componentes, que utilizarão para o planeamento e para a estruturação dos programas de planeamento. Durante o planeamento, nos termos do método BIM, estes componentes e objetos deverão ser referenciados com o máximo de detalhe possível e utilizados de modo centralizado, com base em parâmetros definidos uniformemente. O desenvolvimento com base no método BIM não se limita à projeção de mo-delos 3D dos objetos, antes são também associadas uma série de informa-ções adicionais diretamente ao objeto. Isto significa que toda a informação fica disponível a partir de um único local – é este o princípio básico da BIM. É neste ponto que a OBO Bettermann suporta o projetista no planeamento de diferentes plataformas, disponibilizando-lhe os dados dos produtos ne-cessários para esta tarefa.
O motor de desenvolvimento da BIM é o software do fabricante Autodesk, que otimizou a sua solução de software Revit, com base nas exigências espe-cíficas do planeamento com BIM. Para a Revit, a OBO Bettermann disponibi-liza dados que os clientes podem utilizar no seu planeamento. Estes podem ser descarregados a partir das seguintes ligações:

WebPage – OBO BIM data
WebSite – MepContent
WebSite – AutoDesk Seek

Mais informações:

OBO Bettermann Portugal

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.