DECK SMART da Revigrés

Revista Anteprojecto - Março de 2020 - pg34aDECK SMART resulta da aposta constante da Revigrés no desenvolvimento de soluções cerâmicas de valor acrescentado.
Trata-se de um pavimento cerâmico inovador, de fácil encaixe, adequado para piso sobrelevado em espaços exteriores, que conjuga o efeito estético da madeira, com a resistência e fácil manutenção da cerâmica.
É composto pelo porcelânico deck reforçado com um compósito no tardoz, que lhe garante maior resistência ao impacto e contribui para uma utilização mais segura como solução para piso sobrelevado. É um pavimento cerâmico removível, o que facilita o acesso a sistemas ocultos, a limpeza do espaço e a substituição de peças.
As características técnicas deste produto- resistência ao desgaste, resistência a manchas e químicos, resistência ao impacto, inalterabilidade e durabilidade – convertem-no numa solução prática que elimina a manutenção, deterioração e degradação associadas a outros tipos de materiais como deck em madeira natural e compósitos (PVC).
Adequado para espaços comerciais, públicos e residenciais, o Deck Smart da Revigrés é uma solução sustentável a nível ambiental – promovendo a preservação dos recursos naturais – e contribui para reduzir os custos de instalação, limpeza e manutenção.

ESTRUTURA DE SUPORTE: A estrutura de suporte do Deck Smart (3,5ml por cada m² de pavimento) pode ser em alumínio ou madeira – conforme as características do espaço e da obra – e deve apoiar o deck em 3 ou 4 pontos da peça (extremidades e centro), de acordo com a intensidade do tráfego do espaço.
Em áreas planas, sem desníveis, a estrutura de suporte poderá ser apoiada diretamente sobre o piso.

LINGUETA DE FIXAÇÃO: As linguetas de fixação facilitam a aplicação desta solução e garantem um distanciamento perfeito e uniforme em toda a obra: aproximadamente 9mm de junta entre peças. As linguetas (23 linguetas/m² de pavimento) são fornecidas juntamente com o pavimento.

INSTALAÇÃO: A montagem do Deck Smart da Revigrés é simples e rápida e faz-se de forma sequencial: as linguetas são encaixadas na ranhura das peças cerâmicas de forma perpendicular, e o sistema é fixo através do aparafusamento das linguetas à estrutura.
Para fazer cortes deverá utilizar-se um cortador manual, com rolete de wídia. A utilização de uma serra de corte é suficiente para cortar o compósito do tardoz.
O pavimento pode ser utilizado imediatamente após a sua colocação, evitando qualquer tempo de espera, antes da sua utilização.

SUBSTITUIÇÃO DE PEÇAS: Para remover ou substituir uma peça, deverá ser utilizada uma chave sextavada e fazer-se uma rotação de 90º na lingueta, de modo a ficar no sentido paralelo do deck. Não é necessário desaparafusar a lingueta, apenas rodá-la e desencaixar a peça da estrutura.
Cada peça é removida individualmente, não sendo necessário retirar as peças contíguas.

Revista Anteprojecto - Março de 2020 - pg34b

Revista Anteprojecto - Março de 2020 - pg34cRevigrés
Tel. +351 234 660 100
Email: [email protected]
www.revigres.com

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.