Conjunto Habitacional de Alfazina OP_10

024 aerea

A solução arquitectónica assenta num conjunto de opções ponderadas em função do sítio e do programa funcional que passamos a descrever.
Em primeiro lugar, o respeito pelos limites dos lotes evitando eventuais entropias com alterações significativas ao loteamento que pudessem retirar eficácia ao programa habitacional em que se insere o projecto.
Para amenizar a rigidez morfológica do loteamento que aponta para uma simetria estrita segundo o eixo da rua, não reflectindo o sistema de relações patente no local, optámos por concentrar esforços em exponenciar a pouca elasticidade volumétrica balizada nas regras geométricas e paramétricas aplicáveis.
Em segundo lugar, a adopção de um piso de estacionamento abaixo da cota de soleira em todos os lotes, evitando assim a construção, em solos da RAN, do arruamento a poente previsto no loteamento.

026 praça014 varanda
Aqui foram ponderados dois interesses em parte conflituantes. Por um lado, o interesse de maximizar os lugares de estacionamento na via pública por razões de economia de construção e exploração dos edifícios. Por outro, o interesse público de respeitar o valor substantivo dos solos da RAN, no local onde se previa um arruamento com cerca de 62 lugares de estacionamento. Este último prevaleceu.
Em terceiro lugar, a definição de um espaço público central no alargamento resultante da inflexão da via, condicionando a velocidade de circulação automóvel e amplificando a arborização e os espaços de estadia e circulação pedonal.
Neste sentido, procurámos materializar uma praça pública arborizada, através do desenho urbano proposto que unifica os dois lados da via num único espaço pavimentado. Os edifícios que a definem participam num jogo tridimensional de planos, linhas e volumes, fazendo desta praça o local de paragem a partir do qual se estabelecem linhas de relação com o exterior.

1_500
Em quarto e último lugar, a concepção de um recorte volumétrico para os edifícios com variações suficientemente expressivas ao nível do lote para terem significado na escala urbana, valorizando as vistas para o exterior e enriquecendo a relação entre vizinhos.
Esta opção permite introduzir novos intervalos entre cada lote que ocorrem apenas acima do piso térreo, mantendo a leitura contínua ao longo da rua, com três vantagens simples:
– Criam corredores transversais adicionais de vistas e de circulação do ar;
– Criam em todos os lotes fachadas voltadas a sul em que é possível abrir janelas;
– Criam coberturas plantadas num nível visível a partir das habitações.

 

FICHA TÉCNICA
Projecto
RISCO c/ NPK
Arquitectura
Nuno Lourenço, Duarte Silva
e Peter Kornerup
Área da intervenção
14.776 m2
Área de construção
14.648 m2 de habitação
e 4.048 m2 de estacionamento

Designação: Conjunto Habitacional de Alfazina OP_10
Função: Habitação colectiva – 56 fogos
Localização: Alfazina de Cima, Monte da Caparica, Almada
Dono de Obra: IHRU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, IP
Data conclusão da obra: Dezembro de 2023

 

RISCO é um ateliê de arquitectura e desenho urbano sediado em Lisboa e liderado por Tomás Salgado,
Nuno Lourenço, Carlos Cruz e Jorge Estriga.
Desde 1984 elaborámos mais de duzentos projectos, com finalidades variadas, muitos dos quais estão construídos e em funcionamento, como o Centro Cultural de Belém, os Espaços Públicos da EXPO’98 e o Hospital da Luz, em Lisboa; o Projecto Urbano das Antas e o Estádio do Dragão, no Porto; o novo Terminal de Cruzeiros de Ponta Delgada, nos Açores; os Edifícios Sky, em Luanda; e a Cidade do Futebol, em Oeiras.

Principais projectos em carteira
Complexo de Escritórios EXEO – Edifício LUMNIA
Olivais Norte – obras de urbanização
Cidade do Futebol – Fase 3
Hospital da Luz – Clínica de Vila Franca de Xira
Hospital da Luz – Clínica do Funchal
Convento do Beato – Centro de Eventos
Convento do Beato – Edifícios residenciais
Edifício na Rua Fernão Lopes
Quinta da Vinha, Lousada – Plano Geral
Quinta da Vinha, Lousada – Complexo de apoio a pessoas com deficiência
Prior Velho – Loteamento
Matinha – Loteamento
Matinha – obras de urbanização
Matinha – Edifícios

 

GABINETE PROJECTISTA:

RISCO – PROJECTISTAS E CONSULTORES DE DESIGN, SA

Comentários:

Deixe uma resposta

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.