“Corredouras Villas 2.0”

01 (1)

Em termos programáticos e em função do tipo de características e localização do lote, a opção foi desenvolver a edificação tipificadas de 2 pisos. A opção tomada é pelo promotor a arquitetura proposta para a moradia tem uma expressão plástica tradicional, o que se justifica por um lado, e em termos de pedagogia urbanística pelo outro, e por se admitir que se possa finalmente dar resposta a um segmento de procura constituído por população dinâmica e com uma sensibilidade estética específica.
O programa base deste fogo é constituído por um conjunto habitacional, tipo T3+1, onde se privilegiou a área social e a possibilidade do estar contíguo no exterior no exterior com o prolongamento de áreas pavimentada para relaxar, comer ou conviver, que concorre para a valorização arquitetónica do conjunto.

03 (1)12
O piso 0 de r/chão é caracterizado por uma morfologia diferenciada, de zonas amplas de características sociais, com acesso através do hall é preconizada principalmente pelas escadas, fazendo a ligação entre os espaços da sala, cozinha e copa, dispondo ainda escritório que poderá servir como quarto. Sendo ainda de referenciar da existência de com instalação sanitária de apoio.
Quanto ao piso 1, vulgarmente designado por 1º andar, denominado zona íntima e noturna, com uma vivência mais resguardada, alberga três quartos, duas instalações sanitárias, alpendre e varanda.
O anexo de apoio, serve como garagem com instalação sanitária e churrasco.

1910
A piscina desenvolve-se na zona mais resguardado do lote, estrategicamente colocada no canto poente quer por exigências funcionais, técnicas em relação aos demais edificados, obrigou a outro tipo de abordagem de forma a proporcionar a privacidade desejada.
O espaço exterior é resultante do restante espaço envolvente, mas fundamental para a interligação de funções e dos espaços, visto que a zona de entrada é formalizada por áreas pavimentadas e francas áreas verdes, presenciada através das espécies arbóreas pontuais.

FICHA TÉCNICA
Arquitetura: Telmo Marques, Arq.º

Designação: “Corredouras Villas 2.0”
Função: Habitação
Localização: Lote 2 | Corredouras | Arruda dos Vinhos
Dono de Obra: Cinzel Mágico Construções, Lda.
Data conclusão da obra: Dezembro 2022

 

IMG_0250LOGO_TelmoMarquesArquitetoLicenciado em Arquitetura desde 2000, pela Universidade Lusíada de Lisboa, com um percurso profissional com maior expressão nos distritos de Lisboa e Santarém, principalmente nos concelhos de Arruda dos Vinhos, de onde é natural, e de Torres Novas cidade onde optou por se estabelecer em espaço próprio em 2016 dedicado ao estudo e elaboração de projetos de diversas áreas, tendo como base a arquitetura em todas as suas vertentes.
O seu trabalho abrange também um amplo leque de atividades no domínio da arquitetura, com especial destaque no desenvolvimento de projetos com assinatura, assessoria de avaliação imobiliária e consultadoria no âmbito da fiscalidade, bem como acompanhamento técnico e fiscalização de obras, e membro do Colégio Gestão, Direção e Fiscalização de Obras da Ordem dos Arquitectos desde 2019, com formação em segurança no trabalho da construção.
Cooperou como perito local de avaliação geral para o serviço de finanças de Torres Novas, no âmbito de realização de avaliações para o regime geral de avaliação fiscal de 2012 a 2015.
Especialização na propriedade rústica e formação específica em avaliação imobiliária pela ESAI – Escola Superior Actividades Imobiliárias, concluída em 2014, com complemento avançado em avaliações fiscais da propriedade urbana em 2015, pela mesma instituição.
Inscrito na Associação Nacional dos Avaliadores Imobiliários e na CMVM – Comissão de Mercados Valores Mobiliários, passou a prestar serviços de avaliador externo em várias empresas ligadas ao mercado económico e financeiro do ramo imobiliário.
Com curso de Especialização em Acústica de Edifícios desde 2019, frequentado na Ordem dos Arquitetos, e inscrito na Sociedade portuguesa de Acústica.
Formação em Execução de Arquitectura Paisagistica, frequentando na Arcoop, CRL desde maio 2021, em módulo de aperfeiçoamento a atualização de conceção de espaços exteriores, garante agora em conceção de projeto e em obra uma maior capacidade e conhecimentos, de forma a melhorar comportamentos e maior qualidade nas obras que intervém.

TRABALHOS EM CARTEIRA:
• Empreendimento habitacional e comercial “Quinta de São Miguel” – Duvas de Arruda, Lda.
• Loteamento urbano “AldeiasPark, Lda.”
• Instalação de depósitos de fermentação de Adega Alcanhões by “Condado Portucalense Sociedade de Vinhos Lda.”

 

GABINETE PROJECTISTA:

TELMO ALEXANDRE GASPAR MARQUES – ARQUITECTO

Comentários:

Deixe uma resposta

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.