Edifício Girassol

Girassol v04

Um lote com topografia irregular e estreito, no meio da Vila Madalena, será o local de construção de um edifício comercial. Por ser vizinho a uma vila, seu limite de altura restringe-se aos 15 metros. Por isso, a intenção foi tirar partido da sua volumetria nos seus 5 pavimentos, desalinhando-as de maneira a alcançar terraços cobertos e terraços descobertos para os usuários.

Girassol v01

Sua exuberante vegetação é, assim, parte do espaço privativo dos usuários e parte de uma paisagem urbana de todos. Complementarmente, embora o projeto tenha sido elaborado antes do novo Plano Diretor que estimula as fachadas ativas, uma solução valiosa do projeto é reservar uma parte do térreo para que exista contato direto com a cidade: ali pode se estabelecer um restaurante ou comércio que não dependa da barreira de recepção e catraca, portanto animando o espaço urbano.

Girassol v02

Girassol v03

 

Desta forma, atingimos um objetivo primordial deste projeto: ao contribuir para a formação de um trecho menos árido de cidade, o edifício destaca-se dos demais.

FICHA TÉCNICA
Autores: Fernando Forte, Lourenço Gimenes, Rodrigo Marcondes Ferraz
Coordenadores: Daniel Paranhos
Colaboradores: Paula Schenini, Carolina Ferraz, Fernanda Moura, Kaila Bissolotti, Tânia Rodriguez
Estagiários: Giancarllo Bruno, Patrícia Carvalho, Caio Caccaos
Arquitectura: FGMF ARQUITETOS
Engenharia: Exemplar Construções
Fundação; Estruturas:  SVS engenharia
Instalações e Equipame. de Águas e Esgotos: Gera Engenharia
Instalações Eléctricas: Gera Engenharia

Designação: Edifício Girassol
Função: Edificio residencial multifamiliar
Localização: R. Girassol, Vila Madalena – São Paulo/SP
Data conclusão da obra: final de 2020 inicio de 2021

 

FGMF_SóciosLogo FGMFEm 1999, o trio Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz decidiu, ainda no final da faculdade, criar um escritório de projetos autorais e que fosse profissional ao mesmo tempo. Desde o início, o objetivo do escritório FGMF foi realizar uma arquitetura contemporânea, investigativa e inovadora, com atuação em todas as escalas e programas, do detalhe do mobiliário ao edifício multiuso e plano urbanístico. Essa pluralidade e flexibilidade definem o DNA do escritório, que atualmente já soma aproximadamente 500 projetos em seu portfólio, entre eles residenciais (casas e edifícios), comerciais, industriais, corporativos, institucionais, interiores, design de produtos e urbanos.
Desde sua fundação, o FGMF já reúne mais de 190 distinções. Dentre elas estão prêmios internacionais como o Wan 21 for 21, que os incluiu na lista dos “21 escritórios de arquitetura do século 21”. Além deste, o escritório conquistou o Chicago Atheneum Award, nos EUA; o AIT Awards, na Alemanha; o Dedalo Minosse em 2011 e 2014, na Itália; três prêmios no Re-Thinking The Future Awards e 9 prêmios no prêmio americano IIDA. No Brasil também já são diversos prêmios como o do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), o Prêmio de Arquitetura Azkonobel/Instituto Tomie Ohtake e da Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBEA). Nesse último, o escritório recebeu o prêmio máximo da instituição, o “Roberto dos Santos Aflalo” em sua última edição pelo conjunto de sua obra.

GABINETE PROJECTISTA:

FGMF, FORTE, GIMENES E MARCONDES FERRAZ ARQUITETOS

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.