Sistemas de condução de cabos, livres de halogéneos

Os sistemas de condução de cabos da OBO, livres de halogéneos, garantem a proteção das pessoas, do ambiente e dos bens materiais. Todos os produtos são fabricados em PC/ABS de elevada qualidade (Policarbonato/Acrilonitrilo-Butadieno- Estireno). Estes materiais incluem-se nos plásticos autoextinguíveis.

Para uma condução segura dos cabos a OBO disponibiliza as calhas de instalação na parede e no teto WDKH, livres de halogéneos, bem com as calhas de cablagem VKH, livres de halogéneos, para montagem no quadro de distribuição. Calhas técnicas Rapid 80 GKH, solução completa com todos os acessórios livres de halogéneos, recente na gama.

OBO0101

A OBO disponibiliza os três sistemas de condução de cabos, em todos os tamanhos convencionais. São fáceis de instalar, estáveis, com acabamentos de elevada qualidade e totalmente normalizados.

Gases de combustão tóxicos emitidos pelo plástico

Os plásticos oferecem boas propriedades isoladoras e permitem o fácil processamento.
No entanto, em caso de incêndio podem propagar gases agressivos. Isto representa perigo para pessoas e para os bens materiais do edifício.

Produção intensa de fumos

Em caso de incêndio, este aspeto de segurança, torna-se numa desvantagem perigosa: formam-se gases de combustão tóxicos como dióxido e monóxido de carbono.

OBO0102

 

Estes colocam em risco as pessoas, na maioria das vezes, mais do que as chamas e o calor. Uma combinação altamente tóxica que pode mesmo ser fatal com apenas algumas inalações.

Para manter a inflamabilidade do PVC baixa, são utilizados retardadores de chama, baseados em ligas de halogéneo como o flúor, iodo, cloro e bromo.

Gases de combustão corrosivos

O PVC liberta cloreto de hidrogénio gasoso corrosivo que, combinado com humidade produz ácido clorídrico. O ácido clorídrico é fortemente corrosivo para as vias respiratórias. Como substância eletricamente condutiva pode provocar um curto-circuito e destruir os aparelhos. Outros exemplos de produtos com gases de combustão são o ácido cianídrico e o amoníaco. Além disso, as dioxinas extremamente tóxicas podem danificar a estrutura do edifício, de tal maneira, que torna a sua reconstrução muito dispendiosa ou quase impossível.

Os materiais de instalação livres de halogéneos representam, portanto, uma alternativa segura enquanto medida de proteção contra incêndios. O termo “livre de halogéneos” exclui todas as ligas orgânicas de cloro e bromo.

Os aspetos relativos à segurança

– Baixa produção de fumos;
– Toxicidade reduzida dos gases de
combustão;
– Libertação de gases corrosivos praticamente
inexistente;
– Ideal para áreas públicas.

 

Mais informações:

 

OBO BETTERMANN

Atendimento Técnico
Tel.: +351 219 253 220
[email protected]
www.obo.pt

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.