Casinos de Portugal que são importantes obras arquitetónicas

Portugal tem uma longa história vinculada ao mundo dos casinos. Concretamente desde o princípio do século XX, quando foi inaugurado (em 1931) o primeiro casino português, o do Estoril, que é também o mais antigo da Europa e uma referência no mundo do entretenimento português, acolhendo importantes eventos e espetáculos, com artistas de renome internacional.

Desde esse momento, foram surgindo outros estabelecimentos dedicados ao mundo do entretenimento e hoje em dia já são onze os edifícios do nosso país dedicados a este setor de atividade. E se alguns concentram toda a sua atenção no interior, nos serviços que oferecem e na funcionalidade das instalações, há outros que se converteram em autênticas referências arquitetónicas. Neste artigo deixamos-lhes os exemplos mais significativos.

Casino Estoril-Wikipedia-PalickapCasino Estoril (Foto Wikimédia por Palickap)

Hotel Casino de Chaves

Eis um exemplo de casino que vai mais além da sua funcionalidade principal. E o seu nome já é um reflexo disso. O moderno edifício onde se encontra o Hotel Casino de Chaves foi desenhado pelos RDLM Arquitectos Associados, a pensar num espaço que misture bem-estar e diversão. Localizado numa zona verde, junto à saída de Chaves, encaixa à perfeição na paisagem, e para isso contribui também a utilização de materiais como a pedra, o zinco e o concreto. Um diálogo entre natureza e ambiente urbano, muito bem conseguido.

No seu interior, o Hotel Casino de Chaves alberga uma enorme diversidade de slot machines e mesas de jogos, como a roleta americana (2 mesas), a banca francesa (2 mesas), ponta e banca (1 mesa) o Poker Texas Hold’em (6 mesas) ou o Blackjack (2 mesas), na sua versão clássica. Além disso, os visitantes podem desfrutar aqui da melhor gastronomia e de um cartaz cultural do qual fazem parte diversos espetáculos de artistas nacionais e internacionais. No que diz respeito ao hotel, inclui 78 quartos com varanda e vista panorâmica.

Este hotel e casino venceu recentemente o Prémio Cinco Estrelas Regiões (2019) na categoria “Hotel & SPA” no distrito de Vila Real.

Casino da Madeira-Wikimedia-Hannes GrobeCasino no Funchal, Madeira (Foto Wikimédia por Hannes Grobe)

Casino da Madeira

Projetado pelo famoso arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer e inaugurado em 1976, este é provavelmente um dos casinos portugueses com um edifício mais destacável em termos arquitetónicos, com as suas linhas futuristas e arredondadas. Propriedade da família António Xavier Barreto, em 1985 este complexo de entretenimento foi vendido ao mais importante grupo português no setor turístico, o Grupo Pestana, passado a denominar-se Pestana Carlton Park e, mais adiante, como Pestana Casino Park.

Em 2008 o edifício passaria por um processo de reforma considerável, no valor de 6 milhões de euros, que contemplou a renovação de todos os quartos e a sua decoração com um estilo mais fresco, assim como a criação de um novo spa. Atualmente, para além do hotel de 5 estrelas, o complexo turístico também inclui um centro de auditório/conferências e o famoso Casino da Madeira, onde é possível encontrar 200 slot machines e diversas mesas de jogo que incluem blackjack, roleta e póquer.
Casino de Tróia

O Casino de Tróia, parte do complexo de 5 estrelas Tróia Design Hotel, está integrado num edifício de arquitetura arrojada e moderna. Além do hotel (composto por 61 quartos de luxo e 144 suites) também inclui um centro de espetáculos, um centro de conferências e o casino.

Desenhado nos anos 60 pelo arquiteto português Conceição Silva, o hotel foi renovado nos anos 60. Neste caso, o projeto arquitetónico foi concebido pela “Promontório Arquitectos”, que apostou pela continuidade no que diz respeito aos materiais utilizados no projeto original, como o vidro, betão e cromados, combinados com madeiras e lacados. Esta reforma da Promontório Interior Design deu origem a um complexo hoteleiro com ambientes sofisticados e confortáveis, com um design contemporâneo. Na área de jogo do Casino de Tróia existem 226 slot machines e diversas mesas dedicadas a distintas modalidades clássicas, como o blackjack ou póquer.

Casino da Figueira da Foz-Wikimedia-69joehawkinsCasino da Figueira da Foz (Foto Wikimédia por 69joehawkins)

Casino Figueira

Terminamos com outro dos casinos portugueses que passou por um processo de restauração importante ao longo dos anos. Inaugurado como um centro de espetáculos em 1884, como “Theatro Circo Saraiva de Carvalho”, o edifício original foi desenhado pelo arquiteto José Luís Monteiro. E só em 1928 obtém a primeira licença de jogo, o que mais tarde permitiria a criação do “Grande Casino Peninsular”, já em mãos do Grupo CUF. No entanto, e devido a questões legais, não lhe foi possível operar de forma regular até 1948, com a fundação da “Sociedade Figueira Praia”. Em 1970 seriam aqui instaladas as primeiras 50 slot machines e 20 anos depois, com a sua aquisição pelo grupo Amorim, sofria novas obras de remodelação, que o converteriam no que é hoje, o Casino Figueira.

Hoje em dia, o casino ocupa um edifício moderno, com um exterior marcado pelas enormes paredes de vidro, que contrasta com o classicismo do interior das salas de jogos, com bonitos frescos pintados nos tetos, que lhe dão um toque de distinção, elegância e requinte.

Texto de Maria Luisa Gomes

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.