Casa em Vila do Conde, Portugal. Conheça o Atelier aqui!

Revista Anteprojectos Junho 2019 - pg16a

O projecto desta moradia, parte de uma construção existente e propõe a sua completa reformulação mantendo a estratificação programática, mas alterando totalmente as circulações e orientação solares dos espaços.
No piso 0 reformula-se a garagem com uma articulação directa com a distribuição interior por um corredor e escada que promovem o acesso a todos os espaços e pisos. Através de um pequeno pátio, articula-se um pequeno quarto e a cozinha. Esta por sua vez relaciona-se directamente com a sala que ficará orientada a sul com o jardim, maximizando a entrada de luz natural a sul.
No piso superior propõe-se a instalação de três quartos e uma instalação sanitária, ligados por uma área de distribuição na fachada norte, e com relação directa com um novo terraço a sul.

Revista Anteprojectos Junho 2019 - pg16b

Sobre a intervenção volumétrica procura-se que no contexto daquele conjunto urbano um pouco descaracterizado, esta construção se relacione através da escala e variações na forma, com toda a envolvente. No fundo procura-se uma clarificação e simplificação das formas ao contrário do que existe actualmente, uma leitura de sucessivas ampliações e acrescentos desconexos e sem grande coerência construtiva e formal. O projecto pretende adquirir uma sobriedade e serenidade que será transmitida pela simplicidade formal, e pela homogeneidade do material de revestimento exterior.

 Designação
Casa em Vila do Conde, Portugal
 Função
Habitação
 Localização
Vila do Conde
 Data conclusão da obra
2020

Gabinete:

Revista Anteprojectos Junho 2019 - pg16cRevista Anteprojectos Junho 2019 - pg16dRosmaninho + Azevedo é o escritório formado no Porto, em 2015, por Susana Rosmaninho e Pedro Azevedo.
Desde o início que se dedicam às mais diversas escalas, programas e sítios, demonstrando grande resiliência com orçamentos e prazos reduzidos.
Movem-se na busca permanente por uma síntese, num processo optimista e pragmático que se foque no essencial e que muitas vezes encontre nos constrangimentos um desbloqueio.
Procuram que todos os desafios do projecto sejam oportunidades para resolver problemas e fazer a arquitectura acontecer.
Potenciam a prática em arquitectura com enriquecimentos multidisciplinares complementares, tais como a museologia.
Todos os projectos lhes interessam, públicos e privados, das casas aos museus, das exposições e pequenos edifícios efémeros ao urbanismo.
Os vários projectos e obras têm em comum o facto de serem fiéis a conceitos formais claros a que correspondem estratégias construtivas facilmente perceptíveis.
Destacamos o Centro Interpretativo do Vale do Tua e o Projecto de Requalificação e Musealização da Casa do Passal – Aristides de Sousa Mendes (1º Prémio, 2017).
Além das distinções em concursos públicos, o trabalho tem sido publicado nacional e internacionalmente. Em 2018, o Centro Interpretativo do Vale do Tua foi vencedor do Prémio Especial do Júri no Troféu Archizinc – VMZinc (Paris); foi também nomeado para o Prémio de Arquitectura Contemporânea da UE – Mies van der Rohe 2019, finalista do Prémio Bauwelt 2019: First Works e finalista do Prémio The Plan 2019. Pelo conjunto dos projectos e obras, o escritório foi também finalista dos prémios Architectural Review Emerging Architecture (AREA) 2018.

Projectos em carteira:
– Requalificação e Musealização da Casa do Passal
– Aristides de Sousa Mendes, Cabanas de Viriato,  2019-2020

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.