Construção Responsável para Um Futuro Sustentável

Revista Anteprojectos - Maio 2019 - pg110a

A palavra sustentável tem sido frequentemente banalizada e usada em diversos sectores como forma de descrever abordagens que se pretendem apresentar ambientalmente favorecedoras, pese embora, não poucas vezes, se tratem de abordagens desvirtuadas e utilizadas apenas como veículo catalisador de atenção.

Não obstante, o conceito de sustentabilidade é deveras fulcral e, efectivamente, bastante abrangente e complexo, na medida em que não se limita à consideração de preocupações ambientais, integrando-as com preocupações a outros níveis, nomeadamente sociais, energéticos e económicos.

Neste sentido, o sector da construção reúne uma panóplia significativa de impactos – alguns potencialmente negativos mas também positivos – e responsabilidades a todos estes níveis, pelo que necessariamente enfrenta um importante desafio na integração de conceitos de sustentabilidade. É inegável que este sector é um ator fundamental no desenvolvimento sustentável. Fará então sentido falar de construção responsável para um futuro sustentável; um futuro que começa hoje no sentido da preservação dos direitos das gerações futuras.

O caminho para uma construção responsável começa pela consciencialização dos benefícios, presentes e futuros, de uma abordagem integral baseada num trabalho de continuidade que deve acompanhar as respostas técnicas e procurar optimizar o desenvolvimento do edificado, melhorando o seu uso, a sua durabilidade e, em simultâneo, a redução dos impactos associados. O veículo para a resposta reside na produção responsável de materiais de altas prestações que ofereçam soluções de grande durabilidade, com recurso a matérias primas renovadas ou recicladas, assim como o desenvolvimento de sistemas construtivos com fortes contributos para a promoção de aspectos fundamentais na sustentabilidade, como a promoção da biodiversidade, a gestão das águas pluviais, a mitigação do efeito ilha de calor, a redução de consumos energéticos, o conforto térmico e acústico e ainda a optimização de custos na vida útil do edificado.

É neste cenário que encontramos o grupo SOPREMA, fabricante de materiais e sistemas para impermeabilização, isolamento térmico e acústico, cuja história está ligada a evoluções sociais e à responsabilidade industrial. Uma pioneira que sempre baseou a sua oferta no desenvolvimento de soluções e sistemas construtivos ecológicos com forte contributo para uma construção responsável, entre os quais podemos encontrar sistemas de coberturas VERDES, coberturas COOLROOF com altos índices de reflectância e coberturas D-TOX de dióxido de titânio absorvente de CO2 e purificador do ar. Solidamente implementado em Portugal, o grupo SOPREMA contribui activamente para a crescente
sensibilização e consolidação destes conceitos no panorama da construção nacional.

Construir de forma consciente e responsável é, acima de tudo, um excelente investimento para um futuro sustentável; e o futuro já começou!

www.soprema.es

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.