Etiquetagem CLASSE+: eficiência e distinção na reabilitação

Revista Anteprojectos - Maio 2019 - pg148b

Portugal comprometeu-se internacionalmente com o objetivo de redução das suas emissões de gases com efeito de estufa por forma a que o balanço entre as emissões e as remoções da atmosfera seja nulo em 2050 “neutralidade carbónica”.

O caminho para uma economia neutra em carbono exige uma ação conjunta em diversas áreas estratégicas, com prioridade à eficiência energética e uma aposta na escolha informada dos consumidores. Um consumidor mais informado representa melhores escolhas, mais eficientes e sustentáveis, que são necessárias para alcançar o desafio que conduzirá a uma neutralidade carbónica em 2050.

A etiquetagem energética tem vindo, há mais de 25 anos, a consolidar-se como um instrumento de sucesso na política europeia para a promoção da eficiência energética, constituindo uma referência incontornável para os consumidores.

Foi neste contexto que a ADENE- Agência para a Energia criou a etiquetagem energética de produtos CLASSE+ (www.classemais.pt), especialmente destinada aos componentes dos edifícios que não possuem etiqueta energética europeia, como as janelas, os isolamentos e as tintas.

O objetivo é proporcionar aos consumidores uma referência simples e de fácil interpretação quando procuram soluções energeticamente mais eficientes com influência no conforto e no consumo energético dos edifícios. De salientar que o nosso parque edificado é responsável por 40% do consumo energético e apresenta um dos maiores potenciais de concretização de eficiência energética.

A celebrar o seu primeiro aniversário, a etiquetagem energética de janelas CLASSE+, que foi o primeiro produto a ser etiquetado, afirma-se como uma referência no mercado, com a adesão voluntária de mais de 120 empresas do setor, representando mais de 50% do volume de negócio da área de caixilharia em Portugal. Estas empresas viram neste sistema de classificação uma clara mais-valia para a sua atividade. Para este sucesso foi também fundamental o envolvimento e a dinâmica da ANFAJE – Associação Nacional dos Fabricantes de Janelas Eficientes, bem como o ITeCons – Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico para a Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade ligado à Universidade de Coimbra.

A etiquetagem CLASSE+ representa, assim, uma vantagem competitiva para profissionais e empresas que usem esta referência no mercado, permitindo também o acesso a incentivos financeiros, como o Programa Casa Eficiente 2020, o IFRRU 2020 e o Fundo de Eficiência Energética, onde a etiqueta energética é já um requisito obrigatório.

Para a afirmação da marca CLASSE+ o papel dos prescritores, como arquitetos, engenheiros e outros profissionais do sector da construção/reabilitação tem sido fundamental. Ao especificarem ou ao pedirem propostas e cotações ao mercado com referência à classificação energética CLASSE+, não só têm dado mais valor, qualidade e distinção aos serviços que prestam, como também têm contribuído para a redução da dependência energética e para a melhoria do tecido económico e empresarial do país.

Foi para proporcionar um maior envolvimento de gabinetes de arquitetura, empresas de engenharia e outras empresas da cadeia de valor da reabilitação, que a ADENE criou a Rede de Parceiros CLASSE+. A participação é gratuita e visa divulgar os seus membros enquanto entidades empenhadas na promoção da eficiência energética. Tem como contrapartida a simples integração, na sua atividade habitual e sem encargos adicionais, de preocupações com a eficiência energética, como a exigência da etiqueta CLASSE+ em projeto e em obra ou até a simples divulgação da etiqueta junto de clientes e/ou consumidores. Atualmente a Rede de Parceiros conta já com mais de 50 entidades, sendo a maioria gabinetes de arquitetura, empresas de engenharia, câmaras municipais e agências regionais de energia.
A etiquetagem energética de janelas CLASSE+ está a contribuir decisivamente para a estabelecimento de uma cultura de maior exigência e de rigor pelos prescritores e consumidores. Em 2019, o objetivo é manter o crescimento positivo do número de empresas aderentes e parceiros, criando as condições para que a etiqueta CLASSE+ se afirme cada vez mais como um padrão incontornável de mercado.

Esse é um percurso que deveremos fazer juntos, parceiros, empresas, associações do sector e ADENE, não esquecendo os agentes de comunicação que têm um papel essencial em fazer chegar a informação ao cidadão. A AnteProjectos, é um exemplo disso, tendo-se revelado, ao longo destes 25 anos, uma revista única de elevado prestígio, premiando as iniciativas e projetos inovadores e de elevado padrão de qualidade na Arquitectura e Reabilitação, sempre realçando a respetiva interligação com as temáticas atuais da eficiência energética e neutralidade carbónica.

Mais informações:

CLASSE+

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.