Requalificação da Rua do Clube Náutico e da Rua da Botelha, em Vilamoura. Conheça o Atelier aqui!

Revista Anteprojectos 299 - Maio 2019 - pg12

Iniciada em 2011 a Requalificação da Baixa de Vilamoura, é hoje um caso de sucesso por antecipar as preocupações com o desenvolvimento sustentável na perspetiva das alterações climáticas e, ainda com o reforço da humanização do espaço público. Está inserida numa estratégia global de requalificação, que integra 4 zonas de intervenção, com um princípio comum de beneficiação da qualidade do ambiente urbano de modo a proporcionar melhorias significativas na qualidade de vida dos que vivem e trabalham o lugar mas, também, para aqueles que visitam Vilamoura.

O trabalho cujo Projeto agora se apresenta faz parte desta contínua e estruturada Requalificação da Baixa de Vilamoura, mais concretamente da Rua do Clube Náutico e Rua da Botelha, elegendo como principais diretrizes a Acessibilidade e Mobilidade para Todos, o Desenvolvimento Urbano Sustentável e Integrado e o Desenho Inclusivo, tirando partido da excelência das praias, unidades hoteleiras, espaços de lazer/diversão e do turismo de Vilamoura.

A grande mudança no paradigma da mobilidade urbana passa pelo fomento de políticas de planeamento e gestão de territórios sustentáveis, com programas de incentivo para os modos suaves (pedonal e ciclável), assim como a promoção da utilização dos transportes públicos, como motores de crescimento urbano sustentável. De resto, também, ações enquadradas no PMUS – Plano de Mobilidade Urbana Sustentável,
recentemente elaborado pela mpt® para Vilamoura/Quarteira.

Assim, estes vetores estratégicos materializam-se através do aumento das áreas pedonais, implementação de corredores cicláveis e redução dos espaços destinados ao automóvel. Consecutivamente, privilegia-se uma estrutura verde contínua, através dos dois jardins adjacentes de proximidade urbana, melhorando não só as condições de permeabilidade do espaço, como as condições de estadia.

Atualmente, no panorama nacional, e Vilamoura não é exceção, regista-se uma vontade clara por parte das entidades públicas e privadas em renovar o espaço público, de forma a criar espaços com alma, onde os cidadãos voltem a fazer a sua vida social, dando uma maior importância à identidade do local e à participação pública – ações planeadas e concertadas que visam devolver o espaço público às pessoas.

Revista Anteprojectos 299 - Maio 2019 - pg12a

Este projeto estabelece uma relação unificada entre o “Anel de Vilamoura” e a área de intervenção, no que diz respeito à continuidade de percursos pedonais e ao reordenamento do estacionamento automóvel. O espaço é visto como um todo urbano mas com redes de mobilidade  contínuas e integradas.

Sendo assim, propõe-se um espaço de estadia de excelência e circulação do peão, onde se pretende que, à semelhança das figuras acima, possibilite diversas valências e vivências sociais, onde acumule não só a circulação e permanência, como também a organização de pequenos eventos como Feiras do Livro, Feiras de Artesanato, e ainda, permeabilidades visuais na paisagem.

 Designação
Requalificação da Rua do Clube Náutico
e da Rua da Botelha, em Vilamoura
 Função
Desenho Urbano e Mobilidade
 Localização
Vilamoura – Loulé
 Dono de Obra
INFRAMOURA, EM | CM LOULÉ
 Data início da obra
2020

Ficha Técnica
Coordenação: Paula Teles
Arquitetura Paisagista: Bruno Sousa; Miguel Monteiro
Mobilidade: Jorge Gorito
Estruturas, Rede de Abastecimento de Águas, Rega, Rede de Águas Residuais e Pluviais: Rui Correia
Rede de Iluminação Pública e Baixa Tensão: Manuel Costa Simões
PPGRCD e PSS: Rui Correia

Revista Anteprojectos 299 - Maio 2019 - pg12bRevista Anteprojectos 299 - Maio 2019 - pg12cA mpt® é uma empresa de planeamento e gestão da mobilidade. Com uma visão contemporânea integra, de forma holística, todos os saberes que permitem desenhar territórios com qualidade do ambiente urbano.

Através de práticas de planeamento e projeto integradas, envolve estratégias de desenvolvimento urbano, políticas do território, nas vertentes do tráfego e transportes públicos, do planeamento urbano à arquitetura, da ecologia urbana à arquitetura paisagista, do desenho universal à imagem da cidade, da sustentabilidade à vivência urbana contribuindo, para o desenho e imagem de uma moderna forma de estar nas cidades: cuidar dos espaços públicos e urbanos como se se tratassem de salas de estar e onde se possa viver autonomamente, de preferência, até aos 100 anos.

A mpt®, com uma equipa jovem de saberes multidisciplinares, inclui Engenheiros, Arquitetos, Geógrafos, Planeadores do Território, Sociólogos, Psicólogos e Designers de Comunicação e aposta num trabalho de equipa e em rede que é a sua grande fonte de inspiração.

Aposta ainda na investigação, no desenvolvimento de publicações, formação e na comunicação de políticas de mobilidade e sustentabilidade.

Projectos em carteira:
– Projeto do Parque Urbano Tivoli – Baixa Velha de Vilamoura, Inframoura;
– Projeto de Desenho Urbano dos Percursos Acessíveis – Centro Histórico, CM Beja;
– Projeto de Desenho Urbano e Mobilidade do Centro Histórico, CM Serpa;
– Projeto de Execução da Rota do Património e Ruas Intersticiais de Acesso à Praça da República, CM Sines;
– Projetos para Ciclovia de Torres Novas e interface com Terminal Rodoviário, CM Torres Novas;
– Projeto para Requalificação de Interfaces e Elaboração de Estudo para o Projeto da Frente Ribeirinha, CM Mira

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.