Castellana 77, um edifício sustentável com fachada de vidro Guardian Glass.

Castellana77_1

Edifício Castellana 77. Fotos e material gráfico © luis vidal + arquitectos. Todos os direitos reservados.

No coração do centro financeiro de Madrid, no distrito AZCA, ergue-se o edifício Castellana 77, que ao fim de duas décadas sem qualquer uso, deu início uma icónica nova vida graças ao atelier luis vidal +arquitectos. A torre construída em 1977 é hoje um edifício de escritórios com 62 metros de altura, que define o skyline na cidade de um modo muito especial. Com o processo de reabilitação concluído, o edifício é agora líder em termos de eficiência energética e em perfil ambiental, tendo recebido a prestigiada certificação LEED Platinium. Os produtos de alto desempenho da Guardian Glass usados na fachada contribuíram para conquistar a certificação LEED.
A forma inteligente no uso da luz natural e o desejo de criar uma forte identidade que destacasse o edifício, foram os dois pilares do projecto de arquitectura. De acordo com o arquitecto Luis Vidal: “O objectivo foi modernizar o edifício, o que resultou num imóvel simultaneamente flexível e sustentável, criando ao mesmo tempo espaço comercial de qualidade com uma nova imagem incorporada no skyline de Madrid, uma cidade que respeita as suas raízes, mas que olha para o futuro”.
Isto foi conseguido com um processo de recuperação integral, essencialmente focado na nova fachada do edifício com uma modulação vertical acutilante que utiliza o vidro revestido Guardian SunGuard® SN 70/41, criando uma parede-cortina em vidro de elevada selectividade.

Castellana77_2

Edifício Castellana 77. Fotos e material gráfico © luis vidal + arquitectos. Todos os direitos reservados.

Este sistema de construção moderno e inspirador incorpora também um elemento suplementar que garante protecção solar extra através do uso de palas com um balanço de 60cm para criar sombra (separadas da fachada principal por 15cm de distância para manutenção e limpeza). Estas trabalham em conjunto com o vidro Guardian por forma a melhorar o desempenho global do edifício.
Com uma área total de 21,000m2, o trabalho da arquitectura e da construção incluiu também a reabilitação das instalações do Castellana 77, bem como a transformação dos seus 18 pisos acima do solo (16,261m2 no total), tornando mais flexível a distribuição dos espaços do piso térreo, passando a poder acomodar escritórios ou espaços comerciais. Os quatro pisos originalmente destinados a estacionamento foram também reabilitados, bem como um piso adicional para uso global do edifício. Nos cinco pisos subterrâneos foram assegurados 200 lugares de estacionamento.
Uma fachada viva e eficiente
A construção das fachadas do Castellana 77 aconteceu em duas fases. Primeiro, o desmantelamento da fachada original, que estava completamente desactualizada e bastante desgastada. Depois, a montagem da nova fachada. Isto resultou em diferentes tipologias de fachada de acordo com a área do espaço e a sua orientação: uma fachada de muro-cortina; uma muro-cortina com palas de sombreamento, e uma fachada ventilada.

ART 1

Edifício Castellana 77. Fotos e material gráfico © luis vidal + arquitectos. Todos os direitos reservados.

O muro-cortina tem por base um sistema de perfil de alumínio extrudido e painéis de enchimento de vidro laminado de elevada selectividade e vidro neutro revestido com o SunGuard® SN 70/41 no painel exterior. Esta é uma das opções de vidro revestido da Guardian SunGuard® na gama arquitectónica de alto desempenho. Com 70% de transmissão de luz, esta solução permite uma aparência neutra com o máximo controlo solar. O sistema da fachada assegura a livre ventilação das extremidades do vidro, prevenindo condensações indesejadas.

ART 2

ART 3

Edifício Castellana 77. Fotos e material gráfico © luis vidal + arquitectos. Todos os direitos reservados.

Sombreamento EFTE para maior eficiência energética
Outro elemento crucial do trabalho arquitectónico na Castellana 77 são as palas de sombreamento EFTE (Etileno Tetra-Fluoro-Etileno), concebidas especificamente para este projecto, com uma orientação e uma determinada curvatura que lhes permite flutuar ao longo do revestimento do edifício, dando-lhe uma forma única e distintintiva. Independentemente dos objectivos estéticos, a função primordial destas palas de sombreamento é contribuir continuamente para a eficiência energética e sustentabilidade, na forma como protegem a estrutura da exposição solar directa. Este material de vanguarda, EFTE, permite a passagem da luz, mas não o calor, tornando possível uma luz homogénea. Isto permite aos arquitectos a concepção de uma fachada em constante mutação.
Durante o dia, o movimento do sol e a sombra criada (que depende da intensidade da luz) produz efeitos de brilho na fachada. De noite, a sua identidade surge a partir do interior das palas de sombreamento com diferentes configurações luminosas conseguidas através de vários quilómetros de luzes LED instalados no edifício.
No limite, a fachada do Castellana 77, com as unidades de vidro SunGuard® SN 70/41 e as palas de sombreamento EFTE, garante baixas emissões e alta capacidade no controlo solar. Um estudo rigoroso da exposição ao sol e à sombra das fachadas oeste, este e sul em horas críticas de cada dia do ano, permitiu criar um desenho eficiente que favorece poupanças significativas de energia, gerando mais conforto e bem-estar aos ocupantes do edifício.
Sustentabilidade e certificação LEED
Castellana 77 é agora um edifício com um elevado nível de sustentabilidade. Por esta razão, recebeu a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) atribuída pelo US Green Building Council, um grupo de líderes das indústrias de construção que promovem e apadrinham construções ambientalmente sustentáveis.
LEED é uma das mais prestigiadas certificações mundiais, que avalia o comportamento sustentável dos edifícios, procurando promover os que são mais amigos do ambiente assim como edifícios que são confortáveis e viáveis financeiramente. A categoria de certificação do Castellana 77 foi de “Platinium” no sistema Core & Shell.
Esta distinção foi, entre outros, atribuída com base nos seguintes factores:
eficiência energética: a fachada envidraçada e as palas de protecção solar, bem como a gestão de energia e o controlo do desempenho, resultam no máximo conforto térmico e luminoso para os ocupantes do edifício.
A luz natural e o acesso às vistas: 95% dos trabalhadores e ocupantes do Castellana 77 recebe luz natural e tem acesso directo ao esquema de vistas ao exterior.
A qualidade da ambiente interior: sistema de ar condicionado com 100% de entrada do ar exterior.
A sua localização e uma grande variedade de opções de transporte para chegar ao edifício.
O uso eficiente da água com recurso a casas de banho eficientes de forma a obter uma redução de 39% no consumo de água, se comparado com outros edifícios similares.
As suas práticas sustentáveis: desde a sua reabilitação, o edifício utiliza essencialmente materiais reciclados de origem local certificada.
As baixas ou inexistentes emissões: o uso de 100% dos materiais sem qualquer (ou pouca) emissão de compostos orgânicos voláteis.
A Guardian Glass é membro da US Green Building Council e está envolvida no programa ENERGY STAR, que pretende aumentar a eficiência energética.

Mais informação:

Guardian Glass

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.