Espaços exteriores do Centro Cultural de Marrazes – Leiria. Conheça o Atelier aqui!

Revista Anteprojectos - Dezembro de 2018 - pg08

O projecto dos espaços exteriores surgiu após o convite da Ciratecna – Gabinete de Estudos e Projectos, responsável pela elaboração do projecto de execução do edifício. Este projecto tem por objectivo o enquadramento paisagístico do edifício destinado ao Centro Cultural de Marrazes, a implantar na freguesia de Marrazes, concelho de Leiria.
A zona de enquadramento ao edifício permite uma ligação estética e funcional à linguagem arquitectónica do mesmo.
Pretendeu-se enquadrar e integrar o edifício no espaço envolvente, adoptando-se soluções de projecto viáveis (em termos de manutenção e qualidade global do espaço), onde se criaram diversos espaços de lazer, contemplação e circulação, privilegiando a circulação pedonal no local.
A zona de estadia e miradouro foi projectada de forma a oferecer aos habitantes locais e utilizadores do equipamento um lugar de convívio e de contemplação com vista privilegiada sobre a área envolvente. Entre a zona de estadia e a entrada principal do edifício, projectou-se uma rampa que permite a ligação entre as duas zonas distintas do terreno envolvente.
Foi criada uma bolsa de estacionamento junto á via existente. Este estacionamento possui 15 lugares que se destinam principalmente aos funcionários e utilizadores.
A regeneração natural reforçada, servirá para consolidar o grande talude existente no tardoz do edifício utilizando uma linguagem natural e em nada construtiva privilegiando o aparecimento de espécies autóctones. Constituíram-se zonas de arborização e clareiras que potenciem uma maior diversidade de ambientes e utilizações.

Revista Anteprojectos - Dezembro de 2018 - pg08aA escolha da vegetação recaiu sobre espécies autóctones, ou espécies bastante utilizadas na região dando importância à manutenção da biodiversidade. As espécies escolhidas estão perfeitamente adaptadas às condições edafoclimáticas do local, o que se traduz numa redução dos custos de manutenção. A distribuição das diferentes espécies teve em consideração as tipologias, utilizações dos espaços e características das árvores, deste modo, há uma variação de volumes, texturas e cores ao longo de todo o espaço.

Revista Anteprojectos - Dezembro de 2018 - pg08bRevista Anteprojectos - Dezembro de 2018 - pg08cToque de Gardénia é uma empresa de projectos de arquitectura paisagista, construção e manutenção de espaços verdes. Iniciou o seu percurso em 2011, sendo que a experiência adquirida anteriormente na vertente de manutenção e construção, permitiu a sua progressão tanto na encomenda pública como privada, não deixando no entanto a área de projectos. Esta manteve-se sempre activa, quer através de parcerias com gabinetes de arquitectura e arquitectura paisagista, quer de forma directa com o cliente final. Participa regularmente em concursos públicos, na elaboração de projectos de execução da especialidade de arquitectura paisagista e na constituição de equipas multidisciplinares.
Os projectos elaborados pela empresa são da autoria do arquitecto paisagista Luís Passarinho, já os trabalhos designados de campo, são organizados e distribuídos pela equipa de exteriores, na qual o arquitecto também colabora.
Estes elementos executam tarefas nas outras vertentes, muitas das vezes, dando seguimento à execução de obras e manutenções iniciadas na fase de projecto por este gabinete.

Ficha Técnica
Equipa Técnica: Arq. Paisagista Luís Passarinho; Arq. Sara Alexandre

■ Designação
Espaços exteriores do Centro Cultural
de Marrazes – Leiria
■ Função
Equipamento
■ Localização
Marrazes – Leiria
■ Dono de Obra
Município de Leiria
■ Data início da obra
A designar

Projectos em carteira:
– Espaços exteriores do Centro Cultural dos Pousos
– Jardim de moradia unifamiliar em Magoito
– Requalificação de jardim de moradia unifamiliar em Cascais
– Espaços exteriores de ERPI em Leiria

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.