Requalificação da Mata do Liceu. Conheça o Atelier aqui!

Requalificação da Mata do Liceu 01

A Mata do Liceu, pela sua dimensão e centralidade, é o principal espaço verde público de carácter lúdico e desportivo da cidade de Faro.
A elevada utilização diária suportada pela Mata do Liceu não foi, contudo, acompanhada por uma manutenção e gestão equilibrada quer ao nível dos equipamentos existentes, quer dos percursos pedonais, o que acentuou drasticamente a degradação do espaço. Por outro lado, o património vegetal existente encontra-se ameaçado sobretudo pelas inúmeras doenças e pragas que, a par dos fatores limitantes ao desenvolvimento vegetativo existentes (o stress hídrico, a pouca profundidade de solo), têm originado a necessidade de abate pontual de certos exemplares.
O projeto de requalificação da Mata do Liceu procurou respeitar o desenho existente, potenciando a diversificação funcional do mesmo ao assegurar a sua utilização por parte de diversas faixas etárias introduzindo soluções aprazíveis e duradouras e corrigindo todas as situações que contribuíram para a sua degradação.
Assim, propôs-se recriar alguns dos equipamentos existentes, tais como o parque geriátrico, o parque infantil e o anfiteatro, e introduzir “novos espaços âncoras”, como é o caso da área de Street Workout, do Arborismo, e do Memorial, que pretendem aumentar a multifuncionalidade deste espaço verde.

Requalificação da Mata do Liceu 02

Outro dos aspetos fundamentais desta proposta resulta na hierarquização dos percursos pedonais – a criação de um percurso principal amplo, confortável e de grande amplitude visual e de um percurso secundário, semelhante a uma pista de“corta-mato”, destinado à prática de exercício físico.
Por fim, na medida de controlar os inúmeros ravinamentos de taludes e arraste de sedimentos causados pela drenagem superficial, propôs-se a formalização de uma rede de drenagem, composta por pequenas bacias de infiltração.

Requalificação da Mata do Liceu 03Requalificação da Mata do Liceu 04A LOff Landscape office, com sede em Faro, iniciou a sua atividade em 2007 com a perspetiva de se estruturar enquanto atelier dedicado à arquitetura paisagista e à engenharia civil, encontrando-se hoje em dia vocacionada para o planeamento ambiental e urbano, bem como para a elaboração de projetos de espaços público e privado.
Para além dos campos específicos de intervenção, este atelier tem-se debruçado sobre a reflexão crítica de fenómenos e processos associados à evolução da paisagem, tendo este trabalho dado origem à participação em várias publicações e artigos.
Num processo de síntese entre a história da profissão e os novos paradigmas de abordagem à paisagem, a LOff define como essencial a criação de modelos ativos de gestão da paisagem, sem que se assuma uma posição à priori. Mais do que proteger a paisagem, é necessário ter a capacidade de analisá-la e compreender como é possível intervir de forma sustentável, criando valor e permitindo a manutenção dos seus fluxos de energia e de matéria.

Projectos em carteira:
– Jardim da Alameda João de Deus, Faro
– Polo tecnológico do Algarve – Tech Hub, Faro
– Mercado Municipal de Faro
– Jardim da República, Silves

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.