Capela de Nossa Senhora de Fátima vence prémios A+Awards 2018. Conheça o Atelier Aqui!

our-lady-of-fatima-chapel 01

O projecto da Capela de Nossa Senhora de Fátima, localizada em Idanha-a-Nova, foi triplamente distinguida nos Prémios Architizer A+Awards.

Finalista em duas categorias, recebeu o Prémio do Júri e o Prémio do Público na categoria “Cultural – Religious Buildings & Memorials” e o Prémio do Público na categoria “Architecture +Wood”.

Os prémios são promovidos a nível mundial pela plataforma online de divulgação de arquitetura Architizer A+, que tem a sua sede em Nova Iorque, e apresentam-se como “o maior programa de prémios focados a celebrar e divulgar a melhor arquitectura do ano”.

O projecto, competia ao lado de nomes da arquitectura mundial como o Studio Libeskind, e Mayu Architects.

Os Finalistas podiam ser distinguidos em dois diferentes galardões – o Prémio do Júri, resultante das escolhas de um júri composto por nomes ilustres da área da arquitetura, do design e das artes, como Denise Scott Brown, Bjarke Ingels, Tony Hsieh (CEO, Zappos), Yves Behar (Fuseproject), John Edelman (CEO, Design Within Reach), Cameron Sinclair (Architecture for Humanity) and Barry Bergdoll (MoMA), e o Prémio Votação Popular – resultante das escolhas do público que visita o site, numa audiência superior a 400 Milhões de pessoas.

Nos Premiados ontem divulgados, e entre as diferentes categorias, encontram-se também ateliers internacionais como os MVRDV, Zaha Hadid Architects, Kengo Kuma, e os BIG.

Capela de Nossa Senhora de Fátima

capela-de-nossa-senhora-de-fatimaA Capela situa-se em plena região centro de Portugal, no concelho de Idanha-a-Nova no Centro Nacional de Atividades Escutistas (CNAE), do Corpo Nacional de Escutas-Escutismo Católico Português.
A inspiração para esta construção, dedicada a Nossa Senhora de Fátima, nasceu do âmago da experiência escutista: a vida ao ar livre, o acampamento, a tenda, a sobriedade e simplicidade das construções e estilo de vida. Também as extremas do edifício, de forma pontiaguda, fazem uma alusão ao lenço escutista, símbolo da promessa e compromisso neste movimento.
Foi idealizada como uma grande tenda, de portas abertas a todos. Um ponto de acolhimento, abrigo e encontro. A sua forma muito simples, semelhante a uma tenda canadiana, estabelece-se em duas águas. A estrutura aproxima-se às pessoas na zona da entrada, onde o volume é mais baixo e mais estreito, mais próximo da escala humana, e alonga-se para a frente e para o alto, elevando o utilizador para algo superior, com uma paisagem deslumbrante como pano de fundo, que amplifica estas sensações.
A água atravessa todo o espaço da capela, num caminho que se desenvolve até ao altar – lugar central de qualquer espaço celebrativo cristão – e posteriormente para a paisagem, encaminhando o utilizador para a cruz, que fora da capela, no mesmo alinhamento, pontua a paisagem e consolida a sensação de amplitude e projeção para o Divino.
A estrutura de madeira e zinco confere um aspeto exterior simples e protetor ao templo, e um ambiente confortável e acolhedor no interior, onde a estrutura de 12 vigas, numa alusão aos Apóstolos, foi deixada à vista, mostrando a verdade e simplicidade construtiva. Com um comprimento total de 12m, a estrutura atinge o seu ponto mais alto aos 9m, após o Altar, onde o elevar da viga principal aumenta a profundidade do espaço e destaca este ponto sacro.
Os materiais escolhidos integram o edifício na envolvente, na prática escutista, e no conceito arquitetónico. A madeira é um material muito utilizado pelos escuteiros nas suas construções. É um material natural e tradicional, que confere solidez e conforto.
A capela está ao serviço da comunidade escutista, e permite que em celebrações para maior número de pessoas a assembleia possa ficar no exterior, ficando o celebrante virado para a paisagem, passando desta forma a capela a funcionar como um Altar.

Ficha Técnica do Projecto
Nome do Projecto: CAPELA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
Local: Campo Nacional de Actividades Escutistas, Idanha-a-Nova, Portugal
Arquitectura: Plano Humano Arquitectos | Pedro Ferreira, Arq. e Helena Vieira, Arq.
Equipa de Projecto: Pedro Ferreira, Arq., Helena Vieira, Arq., João Martins, Arq.
Engenharia: Tisem – Emanuel Lopes, Eng. | IdeaWood – Amilcar Rodrigues, Arq.
Cliente: Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português | Junta Central, Pe. Luís Marinho
Empreiteiro: IdeaWood
Uso: Religioso
Área: 100m²
Ano de Construção: 2017
Fotografia: João Morgado

Gabinete:

PLANO HUMANO ARQUITECTOS

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.