DOMÓTICA – Perspetivas para 2019 nos sectores dos Projetos, Engenharia e Construção

Revista Anteprojectos - Julho 2018 - pag46

Vantagens e desvantagens da domótica
Antes de ser elaborado um projeto de domótica é fundamental ser feito um levantamento dos requisitos pretendidos, acompanhado da respetiva definição do esquema de utilização previsto, bem como dos meios disponíveis para a sua exploração.
As soluções técnicas deverão ser dimensionadas de acordo com os esses meios que será preciso manter disponíveis. Ora, a experiência diz que, nem sempre o menor investimento representa a melhor e mais económica solução a médio / longo prazo. Ou seja, não se justifica instalar sistemas cuja exploração venha a precisar de meios técnicos ou humanos que não se encontram previstos ou que coloquem em causa a viabilidade e/ou a qualidade dos equipamentos / prestação de serviços aos proprietários, anunciados na promoção imobiliária.
Atualmente e no futuro, qualquer construção habitacional tem forçosamente que estar equipada com instalações técnicas especiais ao nível da domótica:
• Assegurem a Segurança das pessoas, dos bens e de processos;
• Contribuam para o Conforto, através do comando e controlo dos principais equipamentos elétricos e eletrónicos instalados;
• Permitam a interligação e integração de todos os sistemas através de Rede de Comunicações (local e remota) fiáveis e redundantes.
O marketing promocional dos novos espaços imobiliários tem um papel fundamental para adequar a oferta das soluções de domótica à procura do publico alvo pretendido. Se realmente for feito um bom trabalho a esse nível, a domótica representará um valor acrescentado na promoção imobiliária, caso contrário poderá por em causa o retorno do investimento feito nos meios tecnológicos ao serviço da segurança e conforto das pessoas na utilização desses novos espaços.
Perspetivas da domótica para 2019 nos sectores dos Projetos, Engenharia e Construção
A confiança dos projetistas, instaladores, construtores e por fim, dos utilizadores face às marcas e às empresas prestadoras de serviços terá em conta sobretudo a qualidade: qualidade dos equipamentos, qualidade dos serviços, mas sobretudo, qualidade nas soluções técnicas apresentadas e fundamentadas para cada cliente alvo.
As marcas que conseguirem “vender” confiança técnico / comercial em cada mercado alvo, farão a diferença e passarão a ser referenciadas como exemplos a seguir pelos diversos sectores profissionais intervenientes.
Numa altura em que a segurança em casa se tornou uma necessidade absoluta e na qual os equipamentos elétricos e eletrónicos a controlar, são muitos e servem as mais diversas aplicações, os integradores de sistemas devem prestar a devida assessoria técnico / comercial aos vários gabinetes de projeto, grandes instaladores e grandes donos de obra, para que estes consigam corresponder às atuais e futuras expectativas do mercado imobiliário, integrando as diversas combinações de comando e controlo dos vários níveis de segurança e conforto, que uma casa moderna (seja apartamento ou vivenda) justifica hoje em dia.

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.