Nova Unidade Industrial em Vila Nova de Famalicão. Conheça o Atelier Aqui!

Raclac B

A RACLAC, S.A. empresa sediada em Vila Nova de Famalicão, adjudicou à construtora Gabriel Couto a execução da primeira linha de produção da sua nova unidade industrial, para pôr em marcha o Projeto NITRO, que passa pela produção de luvas de exame de uso único.

Raclac A

A cerimónia do lançamento da primeira pedra desta nova unidade fabril, cujo investimento ronda os 20 milhões de euros, contou com a presença da Secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, e do Presidente da Câmara de V. N. de Famalicão, Paulo Cunha, entre outros ilustres convidados.

Esta nova e vanguardista unidade industrial, primeira da Europa, é especializada na conceção e fabrico de uma gama inovadora destes utensílios clínicos. Serão produzidas luvas de exame de uso único para a área da saúde de forma singular através de uma tecnologia que veio a ser desenvolvida pela própria empresa ao longo dos últimos três anos. Trata-se de uma linha de produção 100% automatizada, com 48 robôs e sem intervenção humana, do princípio ao fim. A produção será feita em “sala limpa”, tal como o embalamento, garantindo luvas totalmente seguras e higienizadas, além de ser adotadas as mais rigorosas premissas ecológicas, com o reaproveitamento e a poupança de água e de energia.

A RACLAC, cujo volume de faturação ultrapassou os 10,5 milhões de euros em 2017, registando um crescimento de 30% face ao ano anterior, está presente em mercados como Espanha, França, Inglaterra, Angola, Moçambique, Marrocos, Tunísia e Cabo Verde, e prevê com este Projeto NITRO a entrada e conquista de novos mercados.

Para a Gabriel Coutoesta nova unidade industrial, da autoria do Arquiteto Octávio Araújo e com a fiscalização a cargo da “DDN – Gestão, Coordenação e Fiscalização”, representa «mais um desafio a ser alcançado com rigorosos padrões de exigência».

Raclac C

Esta ampliação do complexo fabril, com enorme possibilidade de expansão num futuro próximo, será instalado num terreno anexo aos escritórios centrais da RACLAC com uma área total de cerca de 82.000 m2. Esta unidade, agora adjudicada, apresenta uma área de implantação de 7.600 m2 e uma área de construção de cerca de 8.600 m2, sendo a sua superestrutura executada em estrutura metálica com aproximadamente 300 toneladas. Os revestimentos exteriores, quer das fachadas, quer da cobertura, serão executados com recurso a painel sandwich do tipo PIR, com 50mm de espessura, totalizando uma área de revestimento total superior a 15.000 m2.

No interior, para além da área principal referente à linha de produção, está ainda prevista uma área social e administrativa. Na área exterior será instalada uma báscula ponte pesa-camiões, com capacidade até 80 toneladas, concebida para pesagem de veículos rodoviários de transporte de mercadorias. Com a preocupação ecológica e ambiental e valorização do impacto visual, está também prevista a instalação de um edifício de exploração da E.T.A.R. com elementos construtivos em tudo idênticos ao do edifício principal. No que concerne aos arranjos exteriores, está prevista uma portaria e respetiva zona de arruamentos e passeios com uma área superior a 10.500 m2, para além de todo o enquadramento paisagístico.

Esta é mais uma obra industrial de grande dimensão adjudicada à Gabriel Couto. De resto, a execução com êxito dentro de parâmetros extremamente exigentes ao nível de compromisso quantitativo, tem catapultado a construtora de V. N. de Famalicão para obras âncoras de Norte a Sul do país. «A confiança que este tipo de empresas e grupos multinacionais tem vindo a depositar na competência apresentada pela nossa empresa é para nós um enorme orgulho», vinca Carlos Couto, CEO do Grupo.

Gabinete:

OCTÁVIO ARAÚJO, ARQUITECTO

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.