“Restaurante Tacão”

tacao1.jpg
O presente projecto consiste em intervir num edifício existente, procedendo a alterações e à sua ampliação, mantendo se o uso como estabelecimento de restauração e bebidas.
Após cerca de 40 anos a funcionar como restaurante marisqueira, actualmente o espaço encontra-se encerrado e o edifício não desempenha qualquer função.
A proposta visa manter parte da estrutura e de paredes exteriores da construção existente, mas opta-se por uma intervenção arrojada que implica demolições e alterações significativas, considerando-se que o edifício não possui valor arquitectónico que justifique a manutenção do existente. Procura-se a criação de um edifício de qualidade, assumidamente contemporâneo, que se enquadre no ambiente envolvente e que contribua para a valorização do local.
A nova construção é um volume orgânico e dinâmico; o desenho, de grande plasticidade, é inspirado no ambiente e na natureza do local, apoiando-se o conceito-base do projecto nas ondas do mar e nas rochas de origem vulcânica, com destaque para o basalto. A actividade baleeira mobilizou no passado, nas Lajes do Pico, grande parte da população. Este ciclo de caça terminou em 1984 mas constitui ainda um valioso património com significado simbólico.

tacao2&3
O projecto prevê grandes áreas envidraçadas, abrindo o edifício à envolvente exterior e permitindo que se disfrute das magníficas vistas sobre o oceano. Desenham-se janelas pontuais como olhos de onde se podem observar as pérolas do atlântico.
O edifício será na generalidade revestido com ladrilho de basalto natural de diferentes espessuras, conferindo aos alçados um aspecto bastante natural. A ligação à natureza é acentuada pela cobertura ajardinada, que tem a maisvalia de contribuir para tornar o edifício energeticamente mais sustentável.

Fcc.jpgFcc arq.jpgFernando Coelho (1976) e Ana Loureiro (1973), ambos licenciados em arquitectura pela Universidade Lusíada do Porto, em 2002 criaram o Atelier de Arquitectura que acabou por evoluir para a actual sociedade FCC Arquitectura, com sede em Felgueiras.
Começaram por desenvolver projectos de habitações unifamiliares e cedo se dedicaram a projectos de cariz religioso para clientes locais. O facto de estarem sediados em Felgueiras proporcionou-lhes a oportunidade de desenvolverem diversos projectos na área da indústria, sector fundamental da economia local.
A área de intervenção do gabinete tem-se expandido em termos geográficos e temáticos, sendo o turismo outra actividade para a qual já desenvolveram diversas propostas.
Mantêm-se fiéis ao objectivo inicial: responder eficazmente às necessidades do cliente, valorizando o contexto onde a obra se insere, concretizando a resposta de forma coerente com os princípios da equipa que projecta.

Projectos em carteira:
– Furnas Nature Hotel, S.Miguel, Açores
– Ampliação Hotel Monverde, Amarante
– Hotel Pico, Pico, Açores
– Moradias unifamiliares Quinta Marques Gomes, V.N.Gaia

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.