Bacalhoeiros

bacalhoeiros 28cm 250dpi

Objecto
Projeto de recuperação de um edifício situado no Muro dos Bacalhoeiros, na ribeira do Porto.
O edifício é constituído por 5 pisos e duas caves e tem uma área de implantação de 63m2, possuindo ainda uma área de 5m2 sob espaço público (muro dos Bacalhoeiros) que permite a comunicação do piso -2 com o cais da estiva. É acedido pelo nº29-31 da rua da Reboleira e pelo nº132-133 do Muro dos Bacalhoeiros. Encontra-se em estado muito avançado de degradação e aloja atualmente uma família. O edifício está inserido numa zona do PDM denominada como área histórica com protecção de recursos naturais na planta de qualificação do solo, zona de protecção de interesse urbanístico municipal na planta do património, zona especial de protecção e área classificada na planta de condicionantes. O objectivo da operação é manter o uso de habitação (mais especificamente, habitação social) e comércio, dotar os edifícios de condições de habitabilidade consonantes com os parâmetros contemporâneos, realojando os locatários atuais e aumentando a capacidade de alojamento do prédio.

bacalhoeiros 01

Caracterização da operação urbanística
Dada a precariedade do estado de conservação do prédio, a solução que consideramos adequada para promover a recuperação do edifício é a demolição do miolo, preservação de fachadas e reconstrução integral do interior do edificado.
O projeto tira proveito deste recomeço do edifício para uniformizar a cota máxima da cumeeira do prédio, e desta forma ampliar a área do ultimo piso para norte, mantendo um recuo em relação à fachada da rua da reboleira. Ou seja, há um aumento de 18.3m2 na área de construção, mas não se altera a cércea do prédio, não se altera a configuração do telhado a sul, para o rio, onde o prédio é mais visível, nem se agrava a exposição solar dos edifícios vizinhos na rua da reboleira. Mantém-se o uso habitacional.

foto gabineteescantihão colectivo melcolectivo MEL (Movimentos Egoperiféricos Livres)

O colectivoMEL (e atelier Ambulante) foi fundado em 2010 e pretende ser colectivo ao integrar o maior número de ofícios e saberes.

MEL tem como objetivo analisar o meio e encontrar soluções, trabalhar de forma consciente e responsável, respeitadora do ambiente e do indivíduo em particular e no seu contexto.

Pretende ser catalisador de trabalho real e recíproco entre técnicos e utilizadores, trabalhar em conjunto, desmontar o pré-concebido, motivar a debates e o pensamento crítico, motivar a apropriação da cidade pelos cidadãos, das casas pelos seus moradores, a acção individual e em comunidade, partindo do princípio de que o trabalho deve significar um prazer e um acto criativo.

Projectos em carteira:
– Reabilitação Reboleira, 29 Porto – Obra a iniciar.
– Reabilitação Reboleira, 13 Porto – Obra a iniciar.
– O vizinho do Sr. V., Porto – Reabilitação em curso.
– 3 Casas Abertas, Porto – Reabilitação em curso.
– As duas trapeiras, Lisboa – Projeto de reabilitação em curso.
– Casa Luz S., Porto – Projeto de reabilitação em curso.

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.