Reabilitação e ampliação do Mercado Municipal de Braga

Exterior 1

O projeto de reabilitação do Mercado Municipal de Braga (MMB) nasceu do concurso de ideias promovido pelo Município de Braga em 2014. Entre os seus critérios de seleção estavam pontos como a valorização histórica e urbanística do local, a valorização arquitetónica do edifício, a valorização da atividade económica instalada, a melhoria da higiene, limpeza e salubridade do edifício e espaço envolvente, e a atribuição de um programa de carácter cultural ao edifício reabilitado.
Este desafio foi nessa altura encarado pela APTO Arquitetura com grande pragmatismo e humanidade no diagnóstico inicial através do tratamento dos dados retirados de inquéritos a comerciantes e utentes deste equipamento. Este trabalho deu assim origem à proposta vencedora desse concurso e à génese do que é o projeto que dará em 2019 origem a um renovado Mercado Municipal de Braga.
A proposta de reabilitação e ampliação do MMB concentra-se na resolução de dois pontos fulcrais que são a otimização funcional deste equipamento, e a criação de condições higiossanitárias adequadas à atividade de venda de produtos alimentares.
Funcionalmente o renovado MMB passará a ter o seu centro no terrado onde se desenvolverá toda a atividade económica.
Esta área será totalmente coberta por um plano orgânico de ripas de madeira que servirá para controlo da iluminação direta proveniente da cobertura de vidro acima, transformando-se em alçado da nova ala a Norte que encerra este espaço.
Na reabilitação do edifício existente, por se tratar de um edifício da década de 50 o objetivo será respeitar e valorizar a sua traça original realçando a honestidade estrutural característica do estilo Português Suave.
Na Ala Nascente que confronta com a Praça do Comércio, optar-se-á por alterar o seu uso dedicando-a a uma praça de
alimentação com 10 bancas distintas. A fachada principal ficará pontuada por entradas e bancas de restauração alternadamente, beneficiando com a maior permeabilidade e possibilidade de um atendimento direto para a esplanada exterior.

APTO_02

A Ala Sul será dividida ao meio por um corredor técnico, a metade virada para o terrado concentrará a atividade comercial dos talhos, e a metade virada para a rua Sul será para áreas de apoio aos mesmos como câmaras frigoríficas, salas de desmanche, cozinhas e fumeiros para a produção destes produtos, e balneários para os talhantes.
O projeto de intervenção no MMB para além da reabilitação e ampliação do equipamento em si obrigou também ao repensamento e redesenho de todo o espaço público envolvente.

IMG_0143APTOAPTO_carimbo Arquitetura começa a ganhar forma em 2014 quando os seus três sócios fundadores, Luís Santos, Rui Araújo e Rui Machado, se juntam para participar no Concurso de Ideias Para a Reabilitação do Mercado Municipal de Braga. Após este concurso participam também em 2015 no Concurso Público de Ideias para a Regeneração urbana da Avenida da Liberdade em Braga, como parte de uma equipa multidisciplinar de arquitetos, urbanistas, designers e economistas sob a supervisão do arquiteto e docente da Universidade do Minho Luís Guimarães alcançando o 2º lugar.
Ainda em 2015, conjugada a cada vez mais assumida prioridade de reabilitação do Mercado Municipal com o destaque obtido no primeiro concurso de ideias, e com o natural vislumbrar de adjudicação de um primeiro projeto dessa envergadura o caminho foi o de formalizar essa parceria ocasional numa empresa de arquitetura.
Com o background individual de cada um dos seus fundadores aliado àquilo que se mostrou ser o seu trabalho em equipa, a APTO Arquitetura rege-se por um pensamento pragmático centrado no utilizador e nas suas dinâmicas.

Projectos em carteira:
– Moradia Unifamiliar em Sobreposta

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.