Declaração ambiental de produto

Apresentação 1

Cada vez mais em voga está o tema dos edificios “verdes”, ou edificios sustentáveis.
As certificações de sustentabilidade dos edificios, mais faladas em Portugal, são a LEED e a BREEAM. Para que os donos de obra / promotores possam concorrer a esta certificação devem garantir entre outras coisas que os materiais e produtos aplicados na sua obra empregam práticas sustentáveis no seu ciclo de vida.
Aqui entra a Declaração ambiental de Produto (DAP).
O que é a DAP?
A declaração ambiental de produto é um documento que identifica os impactos ambientais e fornece informações, com base na “análise do ciclo de vida” de um produto. Sendo que estes dados são auditados, verificados e validados por uma terceira entidade para garantir uma transparência e credibilidade do rótulo aplicado.
No caso das janelas, uma DAP deve trazer a informação referente a: – Designação do Produto; – Componentes/materiais;
– Informações complementares sobre a produção e fabrico; – Informações complementares sobre a montagem em obra
– Informações complementares sobre o processo de fim de vida; – Cálculo do ciclo de vida

O cálculo do ciclo de vida deve ter em conta os seguintes aspectos:

Materiais e pesos
Materiais

Gastos de energia primária durante o ciclo de vida do produto/material
Tabela 3

Apresentação 1

Consumo de água durante o ciclo de vida do produto
Consumo agua
Apresentação 1 Categorias de impacto por produto
Categorias impacto

Algumas das obras mais importantes em fase de projecto e construção já estão a solicitar as DAP às empresas detentoras de sistemas de janelas/portas e fachadas leves para apresentarem a sua candidatura à certificação “green” do seu edificio.
Temos de entender o impacto ambiental que os produtos têm no meio ambiente em que vivemos; aos poucos as pessoas estão a ganhar cada vez mais consciência desse impacto e estão a ser tomadas várias acções para o minimizar, como são o caso do uso de materiais reutilizáveis, energias “limpas”, novas tecnologias de produção, novos materiais, entre outras.
É também uma oportunidade de diferenciação entre produtos, pois temos a opção de escolher produtos com menor impacto ambiental no nosso dia-a-dia, não pondo assim em causa a sustentabilidade do meio ambiente para as gerações futuras.
Pensar “Verde” é fazer a diferença para o hoje e para o amanhã.

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.