CLT – Cross Laminated Timber – Futuro da construção em madeira

Imagem_Artigo_CLT_CARMO

Nos últimos anos temos assistido a um renascer da madeira para a construção.
As mais recentes tecnologias vieram desenvolver métodos e produtos que utilizam a madeira como componente ou principal matéria prima e que fizeram com que estes produtos se tornassem mais resistentes e mais versáteis, quando comparados com as principais matérias de construção tradicionais (aço, betão, etc).
Produtos como o Lamelado colado, OSB, contraplacado, Viroc são bons exemplos, no entanto todo o destaque vai para o Cross Laminated Timber – lamelado cruzado (CLT).
O CLT trata-se de um produto de engenharia de madeira, em que pequenas lamelas de madeira estrutural são coladas perpendicularmente, de forma a criar painéis, com grandes vantagens em relação aos outros materiais de construção, nomeadamente quanto ao seu comportamento sísmico, à sua durabilidade, muito competitiva em preço comparada com o aço e betão, mais leve e com uma grande redução nos tempos de montagem.
Por toda a Europa verifica-se um crescente desenvolvimento deste produto, sendo um dos principais materiais de construção para edifícios em altura. Existem prédios em CLT com mais de 30 andares.
A CARMO, como líder nacional e um dos principais players europeus no sector da construção em madeira, não podia estar alheia a esta situação, e tem já uma equipa de técnicos especializados no cálculo e solução de elementos com base em CLT.
Exemplo deste conhecimento, foi o facto de ter sido atribuído à Carmo a execução do mais alto edifício construído em Portugal (multi andares) em que a base estrutural do edifício é em CLT.
Orgulhamo-nos de ser a empresa mais bem preparada para a execução de obras desta complexidade, pois o CLT em particular e a madeira no geral, vão ser sem qualquer dúvida, o material de construção do século XXI.

Logo CarmoSEDE – LISBOA
Av. Marquês de Tomar, Nº 2, 4º 1050 – 155 Lisboa
Telefone: +351 213 132 200
Fax: +351 213 132 205
Email: [email protected]

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.