Edíficio de Habitação Multifamiliar

Apresentação 1

GEOTECNIA E FUNDAÇÕES
Como não existiu Relatório Geológico-geotécnico, adoptou-se uma tensão de segurança de 300 KPa, que terá de se verificar em obra.
Em todo o perímetro dos pisos enterrados, foi considerada a utilização de paredes em betão armado, representadas nas peças desenhadas. Os pilares e paredes das caves são fundados em sapatas continuas.
A solução preconizada para as caixas de elevador consiste em paredes em betão armado.
Estruturalmente, o restante edifício, conta com lajes em betão pré-esforçadas com 0.25 m de espessura com recurso a vigas periféricas onde são ancoradas as armaduras de pré-esforço. Essas vigas periféricas descarregam diretamente em pilares que por sua vez vão descarregar na sapata continua.
A solução preconizada para a cobertura consiste numa solução de lajes colaborantes apoiadas em vigas (perfis metálicos HEA 180), que por sua vez descarregam nos pilares de betão que nascem nas fundações.

/Volumes/Tecnico/P 852 17 VALERIA RUA DE SANTANA A LAPA/Licencia

COMBINAÇÃO DE ACÇÕES
Efectuaram-se as combinações fundamentais necessárias à verificação da segurança em relação aos estados limites últimos de resistência e estados limites de utilização. Os coeficientes de majoração a considerar nas combinações fundamentais de acções foram os seguintes: Cargas Permanentes e Sobrecargas: 1.5 – 1.5 Cargas Permanentes; Sobrecargas e Sismo: 1.0 – 1.5 – 0.4

MÉTODOS DE CÁLCULO
A obtenção de esforços foi feita com recurso a programas de cálculo automático de estruturas.
Foram tomados em conta elementos de barra para simular as vigas e pilares. No caso das lajes, os elementos de barra verticais foram ligados aos elementos adjacentes através de barras rígidas, sem massa nem peso.
A nível sísmico foram considerados espectros de resposta com amortecimento de 5% a actuarem em 2 direcções perpendiculares em simultâneo e reduzidos de 2/3 na direcção vertical, para cada tipologia de sismo considerada.
Na memória de cálculo poderão ser consultadas as frequências próprias e os respectivos factores de participação de massas.

/Volumes/Tecnico/P 852 17 VALERIA RUA DE SANTANA A LAPA/Licencia

VERIFICAÇÃO DA SEGURANÇA E DIMENSIONAMENTO
A verificação da segurança em relação aos Estados Limites Últimos e Estados Limites de Utilização foi efectuada de acordo com os critérios estabelecidos no Regulamento de Segurança e Acções (R.S.A.), nos Eurocodigos 1, 2 e 3.
O dimensionamento foi efectuado de acordo com o estipulado nos Eurocodigos 1, 2 e 3.

MATERIAIS
Os materiais preconizados, considerando uma vida útil de projecto de 50 anos, foram os seguintes:
– Betão B30 -C25/30 Dmáx22 S3 XC2 em fundações;
– Betão B30 -C25/30 Dmáx22 S3 XC2 em geral;
– Betão do Massame e formação de pendentes – C16/20;
– Betão de regularização – C12/15;
– Aço A500 NR nas armaduras em varão em geral e reforço;
– Aço de Pré-Esforço – Y 1680 C5;
– Aço em Perfis Metálicos – S275JR e parafusos classe 8.8;
– Malhasol CQ35.

 

IMG_0548PastedGraphic-2A SILVA MENDES ENGENHARIA LDA é uma empresa de Consultores e Projectistas em Engenharia, fundada em meados de 2007 pelo seu Director Técnico – Eng.º Nuno Silva Mendes. A génese do grupo, bem como a formação base dos seus colaboradores é o Projecto de Estruturas, Segurança contra Incêndios, Instalações Hidráulicas, Estudos de Comportamento Térmico e Acústico e a Coordenação e Gestão de Empreitadas, constituindo estas áreas de prestação de serviços ainda hoje o Core Business da equipa.
O nosso objectivo é encontrar a melhor solução para o Cliente, garantindo o rigor e competência, cumprindo prazos, que nos distinguem dos concorrentes.
A nossa equipa assegura que os trabalhos sejam executados com a máxima eficiência e profissionalismo.

MISSÃO
“Oferecer atendimento e soluções completas através de uma relação personalizada com o cliente, para que ambos alcancem plenamente os seus objetivos e expectativas, de forma ética e responsável”.

PRINCÍPIOS
1. Satisfazer sempre as necessidades dos nossos clientes
2. Aplicar plenamente a engenharia na busca de soluções
3. Promover pessoas realizadas
4. Buscar continuamente o aperfeiçoamento dos processos e a qualidade final
5. Cumprir metas e acordos, através de relacionamentos justos e transparentes
6. Segurança e solidez

VALORES
1. Clientes
2. Colaboradores
3. Parceiros
4. Competitividade

Principais projectos em carteira
- 15 Moradias
– Rede de abastecimento de águas ao parque de Monsanto
– Fábrica Aviludo, redes prediais
– Acessos à fábrica da Silvex, rede de drenagem
– Edificio de habitação na Lapa
– Fiscalização posto de limpeza do Beato
– Fiscalização espaço fazeres do Beato
– Sede da Santa Casa da Misericórdia de Canha
– Fiscalização casa do guarda na EB1 do Beato

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.