Conservatório de Música de Sintra

Apresentação 1

O edifício situa-se na urbanização de Vale Mourão, que veio a ocupar a antiga Quinta de Vale Mourão, a partir do início da década de 90. A localidade insere-se na freguesia de Rio de Mouro, concelho de Sintra e nela residem cerca de 1 200 habitantes. Situada a 4 km de Sintra e 8 km de Lisboa, é composta por vivendas e prédios de habitação, algum comércio e serviços. É ainda rodeada por áreas verdes naturais, que remetem para o cenário rural que desde sempre caracterizou a região.

01 ALT

O projecto apresentado pretende enquadrar um programa por forma a dar resposta às necessidades educativas do Conservatório de Música de Sintra. O programa conforme previsto no quadro de áreas e espaços interiores anteriormente descrito é distribuído ao longo de dois pisos do edifício. Um percurso contínuo faz a distribuição pelas diversas salas que compõem o programa. Trata-se de um percurso que permite aceder às 3 entradas do edifício. Este é caracterizado por um pé direito de 3mts constante, o corredor tem 1,8m de largura e apresenta um desenho não ortogonal para permitir a visibilidade da quase totalidade do percurso em cada piso. Este percurso é ainda marcado pelo revestimento de tecto contínuo em aglomerado de aparas de madeira colada (do tipo Celenite) e é caracterizado por um ritmo irregular das iluminarias embutidas de forma perpendicular ao percurso. Também as portas de entrada dos diversos espaços ao longo do percurso são lacadas em cor distinta das paredes e tecto que são brancos, a cor azul das portas reflete-se também na sua projecção horizontal do pavimento que é revestido em vinil de cor azul “petróleo” RAL 5009 por oposição ao restante pavimento, também ele em vinil mas de cor creme.

render blackbox conservatorio sintra

A entrada principal do edifício pretende-se que seja a existente a Este, onde existe um átrio e recepção, no piso 1, a partir da qual é feita a distribuição/acesso às diferentes valências do Conservatório de Música de Sintra. É também proposta uma entrada adicional pelo piso 0 que permite aceder directamente ao Jardim de Infância e Refeitório. Por trás da recepção encontra-se a secretaria com as diversas salas que a compõem. No lado oposto encontra-se a reprografia e as IS de apoio ao público em geral, acessíveis a partir do átrio, de onde é possível aceder a uma IS acessível. A reprografia permite com dois balcões servir o publico em geral, bem como os alunos e demais utilizadores especificos do conservatório. Existem duas zonas de circulação, uma condicionada a utentes, e outra para o público em geral na zona do átrio e recepção.A divisão é feita através de porta de vidro com abertura elétrica e controle de acessos digital. No piso 1 foram distribuídas as diversas salas de instrumentos, bem como duas salas teóricas, as IS de apoio incluindo uma para pessoas com mobilidade condicionada e uma sala de enfermagem junto às circulações verticais. De modo a dar luz e ventilação natural às salas de instrumentos, é proposto um rasgo na cobertura criando um saguão que permite iluminar 5 salas interiores e uma copa existente no piso da cave, esta ultima iluminada com um vão horizontal do tipo “Velux”. Ao longo do corredor de distribuição são criadas bandeiras por cima de algumas das portas dos compartimentos adjacentes para permitir iluminar com luz natural de forma indireta o percurso de distribuição. As salas de aulas, salas de ensaio e de instrumentos contemplam pavimentos de cor diferente do percurso com cores mais “quentes”, nas IS é proposto um pavimento de cor turquesa distinto dos restantes espaços. Em todas as salas o revestimento do tecto é em “Celenite” de cor branco, com excepção das salas de Jardim de Infância e arrumos na cave (a diferença de material deve-se a questões de segurança relacionadas com as necessidades de resistência ao fogo do material), tal como as paredes que apresentam pintura branca sobre gesso laminado. Optou-se por dar às salas de instrumentos uma geometria não ortogonal; desta forma vai-se ao encontro das necessidades acústicas e das diretrizes para estabelecimentos de ensino de Música. Como resultado dessa geometria, algumas das salas teóricas apresentam também uma geometria parcialmente obliqua em pelo menos uma das suas paredes divisórias.

 

davurban prime final transparente bA Urbanprime – Engenharia + Arquitectura Lda, existe desde 2010 e faz-se valer da vasta experiência da sua equipa para desenvolver o conceito de “integral project” nas valências de Arquitectura e todas as Especialidades de Engenharia.
A Urbanprime tem na sua estrutura técnica e recursos humanos, a mais-valia capaz de responder prontamente às solicitações dos seus clientes, com capacidade de desenvolver projectos imobiliários na sua totalidade, concentrando num único gabinete de projecto o seu investimento imobiliário, desde a concepção até ao acompanhamento do final da obra.
A visão deste gabinete baseia-se na confiança, empenho e profissionalismo que caracterizam as respectivas equipas técnicas, capaz de criar um grupo com dimensão e conhecimento suficiente para poder abraçar qualquer tipo de projecto, de qualquer dimensão em qualquer local.
Para além da equipa técnica apresentada existe um número de consultores de excelência que trabalham assiduamente com o gabinete. Tudo isso permite ter capacidade de trabalho disponível para cumprir com os acordos e prazos, o que é essencial.

ÁREAS DE PROJECTO:
Arquitectura – Loteamentos – Estruturas Betão – Estruturas Metálicas – Águas – Esgotos – Gás – Térmico – Acústico – Segurança – Electricidade – Telecomunicações – AVAC – Electromecânicas – Certificação Energética – Avaliação Imobiliária

EQUIPA TÉCNICA – COORDENAÇÃO
– Tiago Martins Leandro, Arquitecto
– André Paulo Arantes, Eng Civil

EQUIPA TÉCNICA – INTERNA
– Diogo Branquinho, Arquitecto
– Raquel Fernandes, Eng Civil
– Luis Silva, Eng Civil
– Inês Lima, Arquitecta
– Gonçalo Botelho, Arquitecto
– Rui Fernandes, Arquitecto
– Francisco Guedes, Arquitecto
– Vanda Queirós, Arquitecta
– João Lopes, Arquitecto
– Anna Kobets, Gestão
– Daniel Melo, Técnico

Projectos em carteira:
- Conservatório de Música de Sinta
– Clinica de Saúde e Imagiologia – DIATRA (Lisboa, Av. Alexandre Herculano)
– Novo Lidl da Rebelva
– Hotel de Campo Carrapateira – (42 Quartos, Aljezur)
– Hotel de Charme Cascais
– Restaurante Mar de Sal – (Praia de São Pedro do Estoril)
– Várias Moradias (Todo o país)

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.