White Concrete House

Revista Anteprojectos - pg 22-img01 Revista Anteprojectos - pg 22-img02A génese do processo baseia-se na procura de relações entre o objeto arquitetónico e a sua envolvente, mas evitando intencionalmente as analogias óbvias e os lugares comuns. Assim, foi assumida uma atitude de “oposição”, contrária à habitual estática da solução vulgar, monótona ou quotidiana, sem uma identidade própria. Em vez disso, este projeto foi moldado por directrizes dinâmicas e fluídas, no decorrer deste contexto e programa específico, tornando-se assim singular, único e identitário.

Revista Anteprojectos - pg 23-img01

Os primeiros esboços fluíram como se de um líquido se tratassem, procurando o seu caminho por entre as diretivas projetuais, ganhando forma num percurso dinâmico e gestual, quase caligráfico, sendo a volumetria progressivamente definidas de forma livre e indomada. As características geométricas ortogonais previstas para o lote foram manipuladas por sucessivas decomposições, desfragmentações, dobragens e deformações, para assim se ajustarem ao programa e resultando num volume composto, fluído e de linhas sinuosas.

Revista Anteprojectos - pg 24-img01

Revista Anteprojectos - pg 24-img02 Revista Anteprojectos - pg 24-img03

 

Para melhor evidenciar as características escultóricas do edifício, optou-se pelo betão aparente branco, tornando mais dramático os contrastes entre luz e sombra.
Estando previsto nas condições do loteamento a implantação de uma habitação com 3 pisos, foi definida uma separação funcional por pisos:
piso -1: zonas técnicas, serviços e garagem;
piso 1: zona social composta por sala, cozinha e escritórios;
piso 2: zona íntima com duas suites e dois quartos.Revista Anteprojectos - pg 24-img04
Para estabelecer uma transição estre a zona social e íntima, foi estabelecido um pé-direito duplo, gerando um espaço comum de coabitação entre as duas zonas.
Privilegiou-se a relação entre o interior e exterior, tornando a área de piscina como uma extensão da zona de estar interior, criando eixos visuais fortes com a paisagem, tendo a cidade como cenário.

Revista Anteprojectos - pg 25-img02Revista Anteprojectos - pg 25-img01Foi em 1999 que a visão estratégica e empreendedora do arquiteto Jorge Pereira e Filipe Brito, levou à criação do Atelier® – Arquitectura e Engenharia. Com uma liderança forte, arrojada e ambiciosa, 18 anos depois, a experiência adquirida, aliada ao profissionalismo de uma equipa pluridisciplinar, permite coordenar e fiscalizar um projeto, desde, o seu início, execução e conclusão.
A sua essência, surge de um conceito e de um objetivo, fortemente expressos na contínua vontade de inovação e perfeição de uma equipa dinâmica, composta por arquitetos, engenheiros, topógrafos e designers, conscientes da qualidade da conceção de cada intervenção, marcadas pela sua linguagem distinta e contemporânea. A experiência demonstrada, atinge já os mais elevados níveis de construção, tais como, hospitais, lares, quartéis de bombeiros, museus, pontes, escolas, hotéis, edifícios comerciais, infraestruturas viárias, centrais fotovoltaicas, entre outros.
Para o Atelier® a concepção de um negócio é, sem dúvida, um grande momento na vida do empreendedor. A sua concretização envolve sonhos, projetos de vida, realização profissional. Encontrar pontos diferenciadores, e investir numa atuação inovadora, compõem a regra para os empresários se destacarem no mercado cada vez mais competitivo. Pode ser uma casa para venda, uma loja, um hotel, um salão de beleza, um restaurante, mas o espaço projetado deve ser o seu maior atrativo, a sua maior campanha publicitária.
Certificação da Satisfação do Cliente. Ciente que é a aposta na diferenciação, na inovação e na qualidade o caminho para o sucesso futuro, o Atelier® na implementação da certificação dos seus serviços, segundo a norma ISO 9001:2015, tem como objetivo diário, a satisfação dos clientes e promotores a 100%.
Em tempos de explosão do marketing e das redes sociais, ganhar a confiança e a fidelização de um consumidor, entende-se como o ponto de partida para o sucesso de qualquer empresa. Deste modo, o Atelier®, através de estratégias incutidas nos seus colaboradores, tem como objectivo acompanhar o cliente em todas as fases da sua obra.
Além-fronteiras cada vez mais consolidado. Franca, Espanha, Congo, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné-Equatorial, Guiné-Bissau, Guiné-Conacri, Argentina e Estados Unidos são alguns dos países onde o atelier® já tem trabalho estável e (re)conhecido, integrando uma rede que permite fornecer os melhores serviços a todos os níveis.

Principais projectos em carteira:
– Hotel Raiana, Valença
– Edifício Avenida, Vila Verde
– Quartel dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho, Espinho
– Hotel Sénior, Ponte de Lima
– Ciclovia, Vila Verde
– Igreja Adventista, Faro
– Empreendimento Habitacional em Nice, França
– Hotel-Escola de Hotelaria, Angola
– Habitação “White Concrete”, Braga

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.