Concurso público de Conceção para a Revitalização da Praça 2 de Maio em Viseu

\FagulhaforaPROJECTOSP056 PRAÇA 2 DE MAIO2 DWGP01 Model

A Praça 2 de Maio é um espaço com características únicas na cidade de Viseu sendo o ponto de encontro social e cultural dos seus habitantes.

A cobertura proposta assume-se como um plano horizontal que organiza programaticamente a praça em dois níveis: sob a cobertura define-se um espaço fundamentalmente urbano, flexível que pode albergar vários tipos de eventos culturais e sociais; sobre a cobertura define-se um espaço contemplativo – um jardim.

FORA_Praça2deMaio_4

A cobertura replica a forma rectangular da plataforma inferior da praça. É formada por uma estrutura principal de pilares e vigas de betão que suportam lâminas metálicas, paralelas entre si, e que pela repetição definem a cobertura.

O espaço entre as lâminas é coberto por clarabóias de policarbonato transparente. Os troncos das árvores atravessam a estrutura da cobertura e levam as copas das magnólias até ao nível superior da praça.

FORA_Praça2deMaio_3

O plano horizontal da cobertura esconde na sua espessura as infraestruturas necessárias que alimentam a praça urbana à cota inferior e o jardim à cota superior. As lâminas, devido à sua secção em “H”, funcionam como caleiras que recolhem a água da chuva da cobertura. A água é conduzida para as vigas em betão e desce verticalmente junto aos pilares, sendo armazenada num reservatório no subsolo, na esquina nordeste da praça.

FORA_Praça2deMaio_2

A cobertura da praça é o resultado da simbiose dos elementos artificiais e naturais que constituem este lugar: as lâminas de metal e as copas das árvores filtram a luz que incide sobre a praça; os troncos das árvores confundem-se com os pilares de betão; e a água da chuva é conduzida através das lâminas da estrutura até voltar a ser pulverizada sobre a praça.

FORA_Praça2deMaio_5

A cobertura – nas suas duas faces – oferece à cidade um espaço que é simultaneamente urbano e paisagem, acção e contemplação, movimento e pausa.

 

Escritorio_FORAlogo FORAFORA é um colectivo de arquitectura fundado em 2009 por João Fagulha, Raquel Oliveira e João Ruivo. O escritório funciona em permanente colaboração com outros profissionais de diferentes nacionalidades, na elaboração de projectos de arquitectura e urbanismo no contexto europeu.
O trabalho tem como tema de investigação permanente a relação entre o domínio público e o privado, explorando o papel da arquitectura como a última ferramenta social.
O escritório foi premiado em diversos concursos internacionais, entre os quais se destacam o 1º prémio no concurso “Upto35”, para a construção de uma residência de estudantes no centro de Atenas, o 1º prémio para a Escola de Mem Martins no concurso “Inovação e Qualidade nos Espaços Escolares”, organizado pela Europan e Parque Escolar, e o 1º prémio no concurso internacional para a renovação da Praça Central de Plovdiv, na Bulgária. Em 2013, FORA foi finalista do concurso internacional “Nordic Built Challenge” em Ellebo, Dinamarca. O escritório ficou ainda classificado em 2º lugar nos concursos “Bairro Social da Boavista” e “Europan 10” em Lisboa, e “Plateia Teatrou” em Atenas.
Os projectos desenvolvidos pelo escritório foram alvo de publicações, e participaram em várias exposições, das quais se destaca a Bienal de Veneza de 2012.

Projectos em carteira:
- remodelação de apartamento no Barreiro
– remodelação de casa em Melides, Grândola
– reabilitação de edifício, Santarém

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.