Reparação e Conclusão da Barragem do Calueque

Apresentação 1

Apresentação 1

Antecedentes
A barragem de Calueque, no rio Cunene, situa-se na província do Cunene, a cerca de 30 km a montante do Aproveitamento Hidroelétrico de Ruacana.
São os seguintes os objetivos desta barragem e da sua albufeira:
• Regulação de caudais libertados para jusante, para a central hidroelétrica de Ruacana.
• Fornecimento de água para consumo humano e animal na Namíbia e irrigação no Owambo, mediante bombagem de água a partir de tomada de água na barragem (Sistema Elevatório Sul). O caudal máximo reservado à Namíbia por acordos internacionais é de 6 m3/s.
• Fornecimento de água para consumo humano e animal a Calueque, mediante sistema de bombagem autónomo a partir da margem norte da albufeira.
• Fornecimento de água para irrigação em território angolano, mediante bombagem de água a partir da margem norte da albufeira (Sistema Elevatório Norte).
De acordo com o projeto original, a barragem de Calueque terá 19 m de altura máxima acima da fundação e 2600 m de desenvolvimento total. Os seus encontros são em aterro zonado e o seu corpo central é em betão gravidade, onde se incorporam o descarregador de cheias, a descarga de fundo e a tomada de água para rega do Sistema Elevatório Sul – Fotografias 1 e 2.
A construção da barragem iniciou-se em 1972, mas não foi concluída devido a hostilidades de guerra em Angola que resultaram na interrupção da construção durante o ano de 1976.
Permaneceu em funcionamento, até à atualidade, o Sistema Elevatório Sul, constituído pelas seguintes obras: duas tomadas de água na barragem, estação elevatória equipada com dois grupos elevatórios com capacidade de 1,7 m3/s cada, conduta elevatória em aço DN1600 com 2500 m de extensão, com descarga ao canal de ligação à Namíbia.

Empreitada dos Trabalhos de Reparação e Conclusão da Barragem de Calueque
Em 2012, o Gabinete para Administração da Bacia Hidrográfica do rio Cunene (GABHIC) adjudicou ao Consórcio Empreiteiro MOTA-ENGIL / LYON a Empreitada dos Trabalhos de Reparação e Conclusão da Barragem de Calueque, que, além da recuperação e conclusão da barragem propriamente dita, inclui também a Ampliação do Sistema Elevatório Sul e a Criação de um Novo Sistema Elevatório Norte.

Apresentação 1

Serviços prestados pela CENOR no âmbito da Empreitada dos Trabalhos e Reparação e Conclusão da Barragem de Calueque:
O Consórcio Empreiteiro MOTA-ENGIL / LYON atribuiu à CENOR as seguintes atividades:
• Coordenação Geral de Projetos das especialidades de Equipamentos Hidromecânicos, de Equipamentos Eletromecânicos e de Instalações Elétricas.
• Elaboração dos Projetos de Execução das especialidades de Hidráulica, de Estruturas e de Geotecnia.
• Elaboração de estudos geológicos de base aos projetos de execução.
A CENOR projetou as seguintes obras:
• Desvio provisório do rio, necessário para permitir as seguintes atividades de construção: reparação e completamento do equipamento hidromecânico do descarregador de cheias e da descarga de fundo, instalação dos limpa-grelhas e das comportas de isolamento da estação elevatória sul.
• Ampliação do Sistema Elevatório Sul, para perímetro de irrigação com 2500 ha em território Angolano (caudal de 1,4 m3/s) e para fornecimento de água à Namíbia (caudal de 6 m3/s).
Este sistema terá a seguinte constituição: nova estação de bombagem (equipada com três grupos elevatórios de eixo vertical, caudal equipado de 7,4 m3/s e potência máxima de 3 MW), duas condutas elevatórias DN1600 (sendo que uma delas resultará da reabilitação de conduta existente), com 2500 m de extensão e câmara de ligação ao canal existente de alimentação de água à Namíbia.
No final das obras de ampliação, a estação de bombagem existente será desativada.
• Novo Sistema Elevatório Norte, para perímetro de irrigação com 7500 ha.
Este sistema terá a seguinte constituição: Estação de bombagem (equipada com quatro grupos elevatórios de eixo vertical, caudal equipado de 12 m3/s e potência máxima de 11 MW), duas condutas elevatórias DN1800 com 3900 m de extensão e reservatório de passagem com 200 000 m3 de capacidade.
• Reabilitação do edifício existente da Estação Elevatória Sul.
• Reabilitação do tabuleiro sobre o descarregador de cheias da barragem.
Para além destes projetos, a CENOR elaborou as normas de exploração de: comportas da descarga de fundo e do descarregador de cheias da barragem e; sistemas elevatórios norte e sul.

Foto_04_CENORCenorLogosA3A CENOR, Consultores, S.A., é uma empresa de engenharia civil que abrange as vertentes de Projeto e Coordenação/Fiscalização de Empreitadas.
Foi constituída em 1980, implementando desde logo uma estratégia focalizada na satisfação do cliente e num modelo de gestão flexível, descentralizado e autónomo, por forma a aperfeiçoar a qualidade dos serviços prestados e a interação com os seus clientes, tirando partido da competência, da especialização, da inovação e do desenvolvimento das novas tecnologias.
As atividades principais abrangem todas as especializações da engenharia civil, estando a empresa vocacionada fundamentalmente para a elaboração de estudos, pareceres, projetos, verificação de projetos, gestão da qualidade de empreendimentos, assistência técnica, peritagem e arbitragem, assessoria técnica à execução das obras e gestão, acompanhamento, controlo, coordenação e fiscalização de obras.
A Cenor iniciou em 2005 a sua internacionalização, prestando atualmente serviços nos seguintes países: Angola, Moçambique, Cabo Verde, Argélia, Brasil, Colômbia, Venezuela, Timor Leste, Iraque e Turquia.
Como resultado da confiança dos seus clientes a CENOR implantou-se como uma das empresas de consultoria líder no mercado nacional, congregando hoje cerca de 200 colaboradores.
A CENOR oferece toda a gama de serviços especializados na assistência a clientes em qualquer fase dos projetos e das obras de engenharia civil, resultante da experiência adquirida na participação muito efetiva em grandes empreendimentos realizados no país nas últimas três décadas.
A empresa tem um sistema estrutural apoiado na qualidade e em meios tecnológicos permanentemente atualizados ao serviço de uma equipa plenamente motivada, formada e informada.
O método de trabalho da CENOR é interativo, fazendo a simbiose do conhecimento e das necessidades específicas do projeto com a experiência acumulada no acompanhamento da construção das obras.

Certificações:
As Certificações permitem assegurar formalmente aos clientes da CENOR o desenvolvimento das atividades de elaboração de estudos e projetos de acordo com um sistema organizativo capaz de satisfazer as suas expectativas, face aos serviços que contratam, adotando os procedimentos considerados mais eficazes para assegurar a qualidade.

Projetos em carteira:
– Engenharia de transportes: infraestruturas rodoviárias, ferroviárias e aeroportuárias;
– Engenharia de estruturas: edifícios e obras de arte, barragens de betão e parques e unidades industriais;
– Saneamento e ambiente, energias renováveis, aproveitamentos hidrelétricos e de abastecimento de água e hidráulica agrícola e urbana
– Estudos geológicos e geotécnicos, cavidades subterrâneas e tuneis, estruturas de suporte, estabilização de taludes, barragens de aterro e fundações especiais;
– Gestão de empreendimentos, controlo da qualidade de empreendimentos, fiscalização e coordenação de obras.

Volume de negócios:
16 milhões euros / ano

Comentários:

Deixar uma resposta

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.